HOME

27 de março de 2017

#RESENHA - O Guardião Invisível por Dolores Redondo

Título: O Guardião Invisível
Autora: Dolores Redondo
Série: Trilogia Baztán
Editora: Planeta de Livros
Páginas: 352
Idioma: Português
ISBN: 8542209273
Ano de Lançamento: 2017

Livro enviado pela editora como cortesia
Compre aqui: Saraiva | Submarino

SINOPSE: Série que une fantasia e policial, teve mais de 1 milhão de cópias vendidas e chegou ao cinema.

O corpo de uma adolescente é encontrado às margens do rio Baztán, num pequeno povoado em Navarra, na Espanha, e para desvendar o caso a investigadora Amaia Salazar precisa voltar à sua terra natal, uma região da qual sempre tentou escapar – por motivos que nem seu marido conhece, mas que ainda a atormentam na forma de pesadelos. Amaia sabe que o local, marcado pela inquisição espanhola, é cheio de velhas crenças pagãs. O que ela não imagina é que, com o avanço da investigação e a descoberta de novos corpos, a fronteira entre mitologia e a realidade ficará cada vez mais tênue. O desafio agora é descobrir se os crimes resultam da ação de um serial killer ou de uma criatura mítica conhecida como basajaun, “O Guardião Invisível”. 

Adaptado para o cinema em 2017, o romance O Guardião Invisível é um thriller impactante que une os misteriosos seres que habitam a mitologia basca com o rigor de uma investigação policial. Foi com este romance que a escritora Dolores Redondo se tornou best-seller internacional. Primeiro da Trilogia de Baztán, que já teve mais de 1 milhão de exemplares vendidos.

_________________________________________________________

Com narrativa em terceira pessoa, O Guardião Invisível vai contar principalmente a história da detetive investigadora Amaia, que acaba voltando para sua cidade natal a fim de resolver um assassinato de uma adolescente que aparece de forma distinta no leito de um rio. Quando outra menina aparece morta poucos dias depois, a evidência de um serial killer rondando Elizondo é confirmada.
O mal me obrigou a voltar. Os fantasmas saíram dos seus túmulos, inspirados pela minha presença, e me encontraram.

Enquanto a investigação anda a passos lentos, não dá pra dizer o mesmo da vida de Amaia. Problemas pessoais antigos dela vão surgindo e vamos entendendo um pouco mais da sua personalidade. Vemos uma mulher forte, determinada e inteligente lentamente ruir pelos traumas de sua infância. Além disso, parece estar faltando algo em seu casamento bem sucedido com James, um famoso escultor americano. E não é só isso, uma infância problemática e bem dolorosa é revelada aos poucos para o leitor, o que nos faz mudar um pouco a visão sobre Amaia. 

Nos é apresentado também um tema bastante atual, sobre o machismo e cultura do estupro. Um personagem aqui insinua que a morte dessas meninas foi provocada por elas mesmas, pois usavam saias curtas e blusas decotadas. Embora para alguns isso possa ser incompreensível, existem pesquisas que mostram que a cada três brasileiros, um entende que a culpa é sim da vítima.

Elizondo é uma cidade cheia de folclores, onde seus antepassados acreditavam muito em forças sobrenaturais, bruxas e em outros seres. Com as informações sobre o caso se espalhando, (e a comprovação de que esses crimes foram praticados de mesma forma anos atrás) as pessoas acabam acreditando que não se trata de um serial killer, e sim de um basajaum, que é um criatura humanoide, enorme, musculosa e coberta de pelos, semelhante à um urso. Aqui ele é conhecido como o guardião invisível, que muitas pessoas creem ser uma criatura que protege a floresta. 

A investigação vai avançando e novas pistas vão sendo descobertas, o que me deixou bem ansiosa pela conclusão do livro. Apesar de ser um livro bastante intrigante, alguns pontos me incomodaram bastante, principalmente da narrativa acabar sendo muito direcionada nas questões pessoais da personagem principal. Eu achei essas partes bem longas e senti falta da narrativa centralizar um pouco mais para a investigação em si. Também fiquei um pouco confusa sobre a história do basajaum e qual a importância dele aqui. Creio e espero que isso seja mais desenvolvido nos próximos livros.

O final começou com cara de final e acabou virando um cliffhanger. Então já aviso, a história não acaba nesse livro. Muitas pontas foram deixadas soltas e agora estou ansiosa para conhecer o desfecho desse enredo cheio mistério. E ah, o livro tem filme, que foi lançado dia 03 desse mês. Infelizmente não consegui achar mais informações sobre ele, já que se trata de uma obra espanhola, assim como sua adaptação. 


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Assine a Newsletter

LINK ME!

Literatura Estrangeira

Mais Recentes

Literatura Estrangeira - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados