HOME

21 de agosto de 2017

#RESENHA - #1 Desejo Insaciável por Kresley Cole

Título: Desejo Insaciável
Autora: Kresley Cole
Série: Imortais
Editora: Valentina
Páginas: 352
Idioma: Português
ISBN: 8565859843
Ano de Lançamento: 2016


Livro cedido em parceria com a editora

Compre aqui: Amazon | Saraiva

SINOPSE: A lenda de um feroz lobisomem e uma encantadora vampira – improváveis almas gêmeas cuja paixão testará os limites da vida e da morte.
Um incansável guerreiro mítico. Nada o deterá até que possua a...
Depois de suportar anos a fio torturas constantes comandadas pela Horda dos vampiros, Lachlain MacRieve, líder do clã dos Lykae, fica enfurecido ao descobrir que sua parceira, há tanto tempo profetizada e pela qual espera há mais de um milênio, é uma vampira, assim como seus captores. Na verdade, Emmaline Troy é metade Valquíria, metade vampira. Jovem delicada e etérea que, com seu jeito todo especial de ser, é a única que pode suavizar a fúria que incendeia o faminto Lykae.
Uma vampira prisioneira de sua fantasia mais selvagem...
A doce Emmaline decide sair pelo mundo em busca da verdade sobre seus pais desaparecidos. Em Paris, um poderoso espécime Lykae a encontra, determina que ela será a sua parceira por toda a eternidade e a leva para o castelo escocês dos seus ancestrais. Lá, o pavor que Emmaline sente do Lykae – e da sua insaciável fome de prazer – faz com que ele inicie um lento e envolvente jogo de sedução e ela liberte suas mais sombrias fantasias.

Desejo Insaciável é um livro sobrenatural erótico narrado em terceira pessoa que vai contar a história de dois amantes improváveis: Emmaline (Emma), híbrida, metade vampira e metade valquíria e Lachlain, rei dos Lykae, uma espécie de lobisomem. 

Lacklain foi torturado por mais de 150 anos por um vampiro, e ao sentir o cheiro de sua parceira, ele consegue sair da prisão e encontrá-la. Aqui temos uma história sobrenatural onde vampiros, valquírias, demônios e outros seres são mencionados, mas o foco está voltado no romance do casal. 

Emmaline é uma pessoa - apesar de ser metade vampira - de natureza doce e gentil cujo objetivo atual é encontrar a identidade de seu pai vampiro. Já Lacklain quer encontrar sua verdadeira parceria e é surpreendido quando descobre que ela na verdade é vampira, raça a qual o torturou por mais de um século! Só que Emma não reage bem a tudo isso, é claro, um homem com quase dois metros correndo em sua direção querendo acasalar a todo custo é no mínimo assustador.

17 de agosto de 2017

#RESENHA - Time Humanos por Justine Larbalestier & Sarah Rees Brennan

Título: Time Humanos
Autoras: Justine L. & Sarah R. Brennan
Editora: Galera Record
Páginas: 352
Idioma: Português
ISBN: 8501077771
Ano de Lançamento: 2017


Livro cedido em parceria com a editora

Compre aqui: Amazon | Saraiva

SINOPSE: A história ideal para quem ama ou odeia livros de vampiros. Mel nunca gostou de vampiros. A ideia de se transformar em alguém que não está nem vivo, nem morto lhe dá calafrios. Vampiros perdem a capacidade de sorrir, param de ter sentimentos.... Isso sem falar que durante a transformação, se as coisas derem errado, você se torna um zumbi. E aí eles matam você. É um risco grande demais! Quando a melhor amiga de Mel, Cathy, e Francis Duvaney se apaixonam, a garota fica apavorada. Francis é arrogante, formal, metido a esperto e esplêndido demais. Ora, vivo aquele vampiro não está. E quando começa a suspeitar de que Francis está usando Cathy num plano que não tem nada a ver com amor, Mel passa a dedicar seus dias a desvendar a verdade por trás do vampiro, a fazer sua amiga enxergar que aquele é um amor sem futuro, sem jeito, abominável..., mas talvez, quem sabe, ela esteja sendo um pouco preconceituosa...


Time Humanos é um livro narrado em primeira pessoa pela personagem Mel, uma garota de 17 anos no ensino médio que odeia vampiros. Estamos falando de um mundo em que a existência desses seres é conhecida e até suportável. Embora haja grupos contrários aos vampiros, a maioria aceita normalmente, ainda que com certa relutância no que diz respeito ao convívio na sociedade E na escola. Sim, um tal de Francis, vampiro de mais de 100 anos que foi transformado aos 17, entra para a escola.

O resultado disso é que sua melhor amiga, Cathy, acaba perdidamente apaixonada por ele. E é recíproco. Isso deixa Mel super irritada e ela faz de tudo para que esse garoto suma dessa escola porque ela é totalmente Time Humanos. Imagina quando sua amiga revela que quer se transformar para viver um amor eterno com Francis! Mel fica louca. 

14 de agosto de 2017

#RESENHA - O Voo da Libélula por Michel Bussi

Título: O Voo da Libélula
Autora: Michel Bussi
Editora: Arqueiro
Páginas: 400
Idioma: Português
ISBN: 8580413664
Ano de Lançamento: 2015


Livro cedido em parceria com a editora

Compre aqui: Amazon | Saraiva

SINOPSE: Na noite de 23 de dezembro de 1980, um avião cai na fronteira entre a França e a Suíça, deixando apenas uma sobrevivente: uma bebê de 3 meses. Porém, havia duas meninas no voo, e cria-se o embate entre duas famílias, uma rica e uma pobre, pelo reconhecimento da paternidade.
Numa época em que não existiam exames de DNA, o julgamento estende-se por muito tempo, mobilizando todo o país. Seria a menina Lyse-Rose ou Émilie? Mesmo após o veredicto do tribunal, ainda pairam muitas dúvidas sobre o caso, e uma das famílias resolve contratar Crédule Grand-Duc, um detetive particular, para descobrir a verdade.
Dezoito anos depois, destroçado pelo fracasso e no limite entre a loucura e a lucidez, Grand-Duc envia o diário das investigações para a sobrevivente Lylie e decide tirar a própria vida. No momento em que vai puxar o gatilho, o detetive descobre um segredo que muda tudo. Porém, antes que possa revelar a solução do caso, ele é assassinado.
Após ler o diário, Lylie fica transtornada e desaparece, deixando o caderno com seu irmão, que precisará usar toda a sua inteligência para resolver um mistério cheio de camadas e reviravoltas.
Em O voo da libélula, o leitor é guiado pela escrita do detetive enquanto acompanha a angustiada busca de uma garota por sua identidade. 


O Voo da Libélula é narrado em terceira pessoa, por causa disso temos uma visão geral e muito mais ampla de tudo que está acontecendo. 

No início da leitura estamos no avião antes de um horrível acidente. Logo depois, ficamos sabendo que de centenas de pessoas, somente uma sobreviveu, uma bebê de apenas três meses: um milagre. Mas logo esse milagre vira um drama que se estende por anos a fio: a identidade da sobrevivente. 

O ano do acidente é 1980, não havia exames de DNA, as provas de quem é a sobrevivente, Lyse-Rose ou Émilie, não são concretas. A menina acaba sendo conhecida como Lylie, a mistura dos dois nomes. O juiz responsável pelo caso opta então para dar o parecer favorável para os Vitral (Émilie) ao invés da família Carville (Lyse-Rose). 
Algum dia um juiz teve esse poder, de matar uma criança para outra poder viver? De ser ao mesmo tempo salvador e carrasco? Uma família saía ganhando, a outra perdia tudo.

10 de agosto de 2017

Lidos de Julho

Oi gente. O mês de julho rendeu bastante. Acho que foi o mês que li mais livro na vida: 14 livros! Alguns foram bons, outros nem tanto. Vamos conhecer quais foram? Cliquem na capa para irem até a resenha.

7 de agosto de 2017

#RESENHA - A Desconhecida por Mary Kubica

Título: A Desconhecida
Autora: Mary Kubica
Editora: Planeta de Livros
Páginas: 352
Idioma: Português
ISBN: 8542209982
Ano de Lançamento: 2017


Livro cedido em parceria com a editora

Compre aqui: Amazon | Saraiva

SINOPSE: Mais um instigante thriller psicológico da mesma autora de A Garota Perfeita, best-seller do The New York Times Todos os dias, a humanitária Heidi pega o trem suspenso de Chicago e se dirige ao trabalho, uma ONG que atende refugiados e pessoas com dificuldades. Em uma dessas viagens diárias ela se compadece de uma adolescente, que vive zanzando pelas estações com um bebê. É fato que as duas vivem nas ruas e estão sofrendo com a fome, a umidade e o frio intenso que castigam Chicago. Num ímpeto, Heidi resolve acolher Willow, a garota, e Ruby, a criança, em sua casa, provocando incômodo em seu marido e sua filha pré-adolescente. Arredia e taciturna, Willow não se abre e parece esconder algo sério ou estar fugindo de alguém. Mas Heidi segue alheia ao perigo de abrigar uma total estranha em casa. Porém Chris, seu marido, e Zoe, sua filha, têm plena convicção de que Willow é um foco de problemas e se mantêm alertas. Em um crescente de tensão, capítulo após capítulo a verdade é revelada e o leitor irá descobrir quem tem razão.



A Desconhecida é narrado em primeira pessoa por três personagens: Heide, Willow e Chris. Logo no início conhecemos Heidi, uma mulher altruísta que tem como trabalho ajudar pessoas carentes. Heidi é casada com Chris, um homem bem sucedido que quase não fica em por casa por causa das viagens à trabalho. E Willow é nossa "desconhecida".
O mais engraçado das alucinações é que a pessoa pode agir de forma relativamente normal quando está sob efeito delas. Suas alucinações não o levam inteiramente para fora do reino do possível.
Enquanto pega o trem em direção ao trabalho, Heidi vê uma menina suja no metrô com um bebê enrolado nos braços. Ela fica com essa cena na cabeça por muito tempo, então resolve ajudar, levando ela e o bebê para casa. Sem avisar à filha Zoe e ao marido Chris, a situação fica constrangedora em casa, principalmente porque ninguém faz ideia da índole dessa menina, e além do mais, um bebê. Um bebê sujo, com o bumbum ferido por causa da frauda suja. É de partir o coração, mas além de Heidi, sua família não se compadece tanto assim.

Assine a Newsletter

LINK ME!

Literatura Estrangeira

Mais Recentes

Literatura Estrangeira - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados