HOME

9 de abril de 2018

#RESENHA - Em Outra Vida, Talvez? por Taylor Jenkins Reid

Título: Em Outra Vida, Talvez?
Autora: Taylor Jenkins Reid
Editora: Record
Páginas: 322
Idioma: Português
Ano de Lançamento: 2018
Gênero: Romance/Drama
Skoob || Goodreads


Livro cedido em parceria com a editora

Compre aqui: Amazon | Saraiva
SINOPSE: Hannah está perdida. Aos 29 anos, ainda não decidiu que rumo dar à sua vida. Depois de uma decepção amorosa, ela volta para Los Angeles, sua cidade natal, pois acha que, com o apoio de Gabby, sua melhor amiga, finalmente vai conseguir colocar a vida nos trilhos. Para comemorar a mudança, nada melhor do que reunir velhos amigos num bar. E lá Hannah reencontra Ethan, seu ex-namorado da adolescência. No fim da noite, tanto ele quanto Gabby lhe oferecem carona. Será que é melhor ir embora com a amiga? Ou ficar até mais tarde com Ethan e aproveitar o restante da noite? Em realidades alternativas, Hannah vive as duas decisões. E, no desenrolar desses universos paralelos, sua vida segue rumos completamente diferentes. Será que tudo o que vivemos está predestinado a acontecer? O quanto disso é apenas sorte? E, o mais importante: será que almas gêmeas realmente existem? Hannah acredita que sim. E, nos dois mundos, ela acha que encontrou a sua.

Em Outra Vida, Talvez? parece ser mais um romance clichê, um chick-lit para te fazer rir, mas não se enganem, o livro é bem dramático e deixa a gente até com dúvida das nossas próprias escolhas e como elas poderiam mudar ter mudado o rumo que a vida tomou. 

Narrado em primeira pessoa pela nossa protagonista Hannah, a história segue uma linha reta, até que  ela tem que fazer uma escolha, mas acaba tomando duas e a linha se divide. Com uma história paralela, Hannah vai vier dois grandes amores e nos fazer torcer pelas duas histórias.

A história da protagonista não é fácil, não me trouxe risadas, apenas angústias sobre as decisões que eu tomei na vida. Pode isso? Haha. Enfim, achei o enredo bem original. Cheguei a pensar que ele iria caminhar para algo parecido com Uma Curva no Tempo, mas me surpreendeu por possuir um tom inovador e que nos faz refletir sobre a nossa própria história enquanto a dela se desenrola na frente dos nossos olhos.

Apesar do enredo possuir muitos pontos positivos, achei que o ritmo começou bem, mas foi diminuindo a ponto de se tornar quase monótono. Temos personagens falhos, que cometem erros, mas que tentam dar a volta por cima e solucioná-los de forma madura.

Se eu recomendo? Muito. A autora consegue agradar a quase todos os leitores pois nos mostra duas possíveis histórias muito bem desenvolvidas e que apesar da lentidão, conseguiu levar a trama de forma bem inovadora. 

Comente com o Facebook:

Um comentário :

  1. Olá, Anne
    Eu gostei do teor do livro, nunca imaginaria isso pela capa e me lembrou também Uma curva no tempo. Pena que ele é meio dramático porque estou fugindo de livros assim, ainda assim vou colocar na lista.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir

Assine a Newsletter

LINK ME!

Literatura Estrangeira

Mais Recentes

Literatura Estrangeira - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados