HOME

27 de março de 2016

#RESENHA Soulless - T.M. Frazier

Hoje a resenha é sobre um livro que eu estava esperando muito! O livro é Soulless da autora T.M. Frazier.
Eu comecei a amar a autora desde o primeiro livro The Light of Day. O estilo dela escrever, a construção dos personagens e das histórias eu acho impressionante. Principalmente por ela sempre deixar algo reservado para o final dos livros e você nunca saber o que mais vem por aí. 

SINOPSE:
O final do amor épico de Bear e Thia.
https://www.goodreads.com/book/show/28020254-soulless


Sim, a sinopse é só essa. Kkkkkkkkkk
Essa série ela é dividida entre dois casais: Os dois primeiros livros são de King e Doe; e os dois últimos de Bear e Thia. A série é interligada. Mesmo dando para ler os dois últimos sem ler os dois primeiros é altamente recomendado ler em ordem.
O primeiro livro desse casal conta a história de como eles se conheceram. Como era a vida deles antes de tudo acontecer. 
Bear ele era filho do Presidente dos Beach Bastard, e teve uma infância muito difícil. O pai dele sempre o tratou como um prospecto, e não como um filho. 
Thia teve que cuidar da plantação de laranjas da sua família desde que seu irmão morreu e sua mãe entrou em depressão, também levando o pai dela ao fundo do poço.

Começamos como uma promessa quebrada, uma que nunca tinha a intenção de manter.
Nós terminamos com a promessa de sempre.
A história deles é muito legal. Desde o primeiro livro, onde Bear aparece, pois é amigo de King, eu tive mais afinidade com o personagem dele. E Soulless decorreu como tinha que ser. 
A história é empolgante, tem vários pontos que vão se desvendando ao longo do livro, coisas que eu nem imaginava. Nunca imaginei.
O único ponto negativo nesse livro foi que, no livro anterior, a história acaba em uma cena torturante. Você quer saber o que está acontecendo, o que vai acontecer, e quando você pega o livro dois, ele não continua no ponto que o primeiro terminou. Você tem que ler quase 60% do livro para chegar àquela cena e isso me deixou quase louca.
O melhor ponto desse livro? É o final. Quando você pensa: pronto, acabou. É isso! Você está enganado. Os livros dela são sempre assim. Sempre tem algo no final e esse teve uma surpresinha linda e maravilhosa! Eu terminei o livro e não sabia o que fazer. Era muita emoção. Quase chorei, de verdade. Nunca torci TANTO por um personagem assim.
Fora as partes engraçadas que sempre tem. Adoro o humor de alguns personagens. É isso que me interessa nessa autora em especial. Ela consegue misturar uma história meio dark, adicionar cenas engraçadas e coisas bonitas/fofas e ainda te surpreende no final. Essa autora é uma das minhas favoritas. Os livros não ficam enjoados e embora tenham algumas semelhanças, normal porque a autora tem um estilo próprio, eles não são "mesmices".


P.s: Quem não amou Panquecas?
Nós não temos o para sempre. Nós temos apenas uma quantidade finita de tempo nesta terra. Cabe a nós decidirmos como vamos gastar esse tempo, e com quem nós vamos gastá-lo.

Comente com o Facebook:

2 comentários :

  1. Esse livro está na minha enorme lista de leitura pra 2016. Resenha top, agora que quero Lê-lo mais ainda.

    ResponderExcluir
  2. Esse livro está na minha enorme lista de leitura pra 2016. Resenha top, agora que quero Lê-lo mais ainda.

    ResponderExcluir

Assine a Newsletter

LINK ME!

Literatura Estrangeira

Mais Recentes

Literatura Estrangeira - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados