HOME

1 de maio de 2016

#RESENHA - Fugitivos por Alexander Gordan Smith

Um livro com enredo criativo, bem escrito e envolvente. Sem noção de BOM!


Título: Fugitivos
Autor(a): Alexander Gordon Smith
Editora: Benvirá
Série: Fuga de Furnace
Páginas: 299
Idioma: Português
ISBN: 18557170068
Ano: 2016


SINOPS: Os prisioneiros conseguiram escapar e o caos se instalou na cidade. As autoridades pedem que a população não saia às ruas, e os números de emergência não estão funcionando. É cada um por si...
Enquanto tentam avisar o exército de que o diretor Cross e seu exército de ternos-pretos são os responsáveis pela destruição que está ocorrendo na cidade, Alex, Simon e Zê novamente no subterrâneo da cidade ficam cara a cara com feras muito mais poderosas do que os cães e os ratos: um tipo de mutação que está se espalhando como peste, e uma simples mordida de um infectado pode transformar os demais em segundos.
Enquanto isso, uma voz na cabeça de Alex o coloca em dúvida sobre o que ele é e a quem seu corpo pertence. Para descobrir, precisará desafiar seu maior inimigo, o homem por trás de todo esse inferno: Alfredo Furnace.


Olá gente, hoje a resenha é sobre esse livro incrível, quarto livro de uma série maravilhosa! Se você não leu, corra e comece a ler pra ontem. A história é incrível e a escrita do Alexander é excepcional.
A série é narrada em primeira pessoa pelo personagem Alex, que não é nenhum santo. Ele é pego assaltando uma casa e é preso por matar o seu amigo que estava com ele no furto, onde ele se vê atado à um armação, no qual vai parar na Penitenciária de Furnace.
Furnace não é qualquer penitenciária. É pra lá que vão os piores delinquentes do país, adolescentes de até 17 anos. E o pior de tudo, Furnace foi construída a 1,5km abaixo da terra. Como Alex mesmo diz, é um buraco do inferno.

 Sob o céu o inferno. Sob o inferno, a Penitenciária de Furnace.

Eu me arrepio só de escrever essa resenha porque essa série passou em disparado nos livros queridinhos da minha estante.


O primeiro livro, Encarcerados, vai falar mais sobre como Alex foi parar lá, quais são suas primeiras impressões do lugar, sobre como os grupinhos vão sendo formados e o dia-a-dia lá dentro.
É a partir daí que ele começa a ver coisas estranhas acontecerem e cair na real, que na verdade só se sai de lá morto. Criaturas esquisitas e sádicas fazem a segurança de furnace, gangues sanguinárias começam a causar problemas e Alex descobre que além de assassinos, há garotos lá como ele, que foram presos por crimes que não cometeram.
O segundo volume, Solitária, Alex se vê preso num buraco com apenas uma saída. A solitária começa a mexer com a cabeça dele, é agonizante a narrativa que ele faz sobre o lugar, como ele passa dias e dias naquele buraco úmido e fedorento. O pior, ele está mais próximo do que nunca de ser comido pelos temidos ratos, criaturas que são resultados de testes que deram errados.
Sentença de Morte, livro três,  Alex passa por uns bons bocados. Nem direito à morte ele tem. 
Eu estava na penitenciária de Furnace. E ali nem mesmo a morte ousava mostrar a sua face. 
Os ternos-pretos, os vigilantes do lugar, o colocam na enfermaria com o intuito de torná-lo um deles. Só que a agora o sangue maligno corre pelo seu corpo e Alex tem que se lembrar de quem ele era e é para não se tornar inteiramente um deles.
Enfim, Fugitivos, o livro quatro, como se vê pelo título, é quando Alex e os prisioneiros conseguem fugir. Mas nem tudo é o que parece. O mundo está em caos, uma guerra é travada entre essas criaturas de Furnace e os humanos. São revelados alguns mistérios sobre o tal néctar, que mantém Alex vivo e perto do inferno ao mesmo tempo. 
E o final? O que!!!! Não tenho mais palavras para elogiar essa série. Tudo é envolvente. A escrita, a história e até mesmo as capas que são maravilindas. Não vejo a hora de completar essa série com o último exemplar. 


Ainda falta mais um livro, Execução, onde o mundo inteiro se encontra em uma prisão, cujo o único com a chave é o temido Alfredo Furnace, e Alex é o único que pode mudar o rumo desse destino cruel. 
Eu não sei porque a série não é mais famosa aqui no Brasil. Não é tão comentada como deveria. O meu desejo é que mais e mais pessoas leiam essa série, curtam Alex e seus fiéis amigos e viajem pela história arrepiante que é Fuga de Furnace.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Assine a Newsletter

LINK ME!

Literatura Estrangeira

Mais Recentes

Literatura Estrangeira - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados