HOME

1 de novembro de 2016

#RESENHA - Flores Partidas por Karim Slaughter

https://www.skoob.com.br/livro/577391ED578503
Título: Flores Partidas
Autor(a): Karin Slaughter
Editora: HarperCollins Brasil
Páginas: 464
Idioma: Português
ISBN: 9788569809623
Ano de Lançamento: 2016
Classificação: ♥♥♥♥♥

Compre aqui: Saraiva | Submarino

SINOPSE: Irmãs. Estranhas. Sobreviventes.
Quando Lydia contou para a irmã que o cunhado havia tentado estuprá-la, Claire não acreditou. Dezoito anos depois, porém, tudo o que Claire achava saber sobre o marido se provou uma mentira. Quando vídeos escondidos no computador de Paul mostram uma face terrível do homem que ela julgava conhecer, Lydia percebe que o drama de sua família tem muitas camadas que precisarão ser descobertas antes que a assustadora verdade por fim venha à tona.
Mais de vinte anos atrás, a família Delgado sofreu um grande trauma: a caçula, Julia, desapareceu sem deixar rastros. Depois desse golpe, a família se deteriorou de tal forma que as irmãs mais velhas, Claire e Lydia, pararam de se falar, e suas vidas seguiram caminhos muito diferentes. Claire tem uma vida glamorosa, casada com um milionário de Atlanta. Lydia é mãe solteira, namora um ex-presidiário e luta para se reerguer de um passado de drogas e sem direção. A ferida destruidora, no entanto, continua aberta e volta a sangrar quando o marido de Claire é assassinado.
O desaparecimento de uma adolescente e a morte de um homem de meia-idade, com quase um quarto de século de separação... Qual seria a conexão? As irmãs se unem em uma trégua relutante para, vasculhando o passado, buscar respostas. Mas essa jornada vai trazer à tona segredos que destruíram a família décadas antes, junto com uma chance inesperada de redenção... e vingança.
Poderoso, tocante e muito tenso, com personagens inesquecíveis e reviravoltas surpreendentes, Flores Partidas é um thriller sem igual, escrito por uma das melhores e mais bem-sucedidas autoras de suspense da atualidade. Além da imprevisível história de Claire e Lydia, você também pode descobrir mais detalhes da história de Julia, a irmã desaparecida, em A Garota dos Olhos Azuis, disponível gratuitamente em e-book.

_____________________________________________

Vou começar com o prequel da história de Julia Carroll, a menina desaparecida que é tema do livro Flores Partidas. Neste livro, Karin conta a realidade de dentro da situação, nos mostrando quem era e como era Julia antes de seu sequestro, que aconteceu em 1991. Apesar de não ser uma leitura obrigatória nos dá uma prévia de quem era Julia. Eu não me animei tanto com a história, parecia mais como uma introdução. Porém persisti e fui em frente com o livro, e posso dizer com toda certeza que fiz a escolha CERTA. Este livro foi um das gratas surpresas que a vida literária me trouxe.

Agora de volta à Flores Partidas... anos se passam desde que Julia desapareceu sem deixar vestígios, e apesar das investigações durarem meses, no fim elas acabaram sendo encerradas sem uma resposta. A família sofreu muito e sempre mantiveram a esperança de que um dia Julia ou seu corpo fosse fossem encontrados.
As irmãs Lídia e Claire tomam rumos diferentes na vida, e depois que Lídia acusa Paul, o marido de Claire, de tentativa de estupro as duas brigam e se afastam, e só depois de anos sem cultivar nada além de mágoa uma da outra, um acontecimento faz com que essas irmãs se unam em busca de paz, vingança e respostas.
"Claire sabia que nunca saberia a verdade. A morte de Julia a havia assombrado nos últimos 24 anos. E o mistério do que aconteceu com o marido a assombraria pelas décadas restantes de sua vida."
A história começa com Paul e Claire, mas o romance não dura muito tempo, porque Paul é assassinado, e Claire se torna a viúva Sra. Scott.
Ao voltar para casa após o enterro Claire descobre que sua casa, foi invadida e assaltada, entre o stress de responder os policiais e dispensar os convidados, ela se vê obrigada a mexer no computador do falecido marido, e é nesse momento que ela descobre que talvez não conhecesse o homem com que estava casada a 18 anos.
"A calma havia sido perturbada. Ela estava à deriva em águas turbulentas. Nadando contra o pesar. Afogando-se em pêsames."
Foi a minha primeira experiência com a autora, e eu realmente gostei dela. A narrativa da história se dá de uma forma bem interessante em alguns capítulos temos uma série de cartas que Sam, o pai das irmãs, escreveu para Julia para quando ela retornasse. As cartas são marcantes, cheias de sutileza e sentimentos, (é de partir o coração). Nelas o pai escreve todas as informações importantes para a filha, o que a ajudaria a compreender tudo que eles passaram sem ela. A presença de Julia está em todo o livro; é quase como se ela estivesse ali ao lado.
"Paul havia se tornado obcecado por Claire com motivo. Foi o marido perfeito com motivo. Manipulou a vida deles com motivo. E, durante todo o tempo, Claire se recusou a ver o que estava bem diante dos seus olhos"
Meus sentimentos por cada um dos personagens mudaram com o desenrolar da história. Claire que parece tão iludida e ingênua a princípio, mas que se reinventa com uma forte viúva, vencendo todos os obstáculos e desilusões com as reviravoltas da história e Lydia – cujo personagem é uma ex-drogada que faz o que bem entende, até mesmo na frente das mães ricas da escola da filha – as Mães.
Todos os personagens são descritos com uma precisão surpreendente e a cada momento me imaginava vendo um filme de suspense, me senti extremamente envolvida com o enredo.
A história é muito, sério muito triste, e violenta, com situações tão descritivas que me deixaram apreensiva, mas não do tipo de ter vontade de cessar a leitura ou pular o capítulo. Em mesmo, nos capítulos onde as cenas eram extremamente fortes, o que mais me chamou a atenção foi o REALISMO, as cenas não pareciam irreais para mim.

Os temas abordados pela autora no livro falam sobre assuntos que têm demandado muita movimentação nas redes sociais, como estupro, estupro, venda de filmes pornográficos no mercado negro da internet, o snurf porn, entre outros. A Karin conseguiu de uma maneira muito sutil deixar mensagens subliminares sobre determinados assuntos com muito contexto e propriedade no enredo. Isso saiu de forma muito natural, sem parecer uma imposição.
Recomendo de olhos fechados para todos que gostam de livros cheios de mistério e suspense e várias reviravoltas.

 "As pessoas são terríveis"

Comente com o Facebook:

Um comentário :

  1. Parabéns Anne, essa resenha dá um up pra pegar o livro e sair detonando na leitura... apesar do tema pesado e da estória triste!!! <3

    ResponderExcluir

Assine a Newsletter

LINK ME!

Literatura Estrangeira

Mais Recentes

Literatura Estrangeira - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados