HOME

6 de janeiro de 2017

#RESENHA - Tudo e Todas as Coisas por Nicola Yoon

Título: Tudo e Todas as Coisas
Autora: Nicole Yoon
Editora: Novo Conceito
Páginas: 304
Idioma: Português
ISBN: 8581637884
Classificação: ♥♥♥♥
Compre aqui: SubmarinoSaraiva | Amazon

SINOPSE: "Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa. Nunca saí em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostumada com minha vida até o dia que ele chegou. Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre."

_______________________________________________

“Você já tem muitas coisas para temer. O amor não vai te matar. ”

Desde que vi pela primeira vez o livro, fiquei encantada com a sinopse e a capa (que é MARAVILHOSA). Estava ansiosa pela leitura, e quando comecei o livro não quis mais parar. Ele não é só mais um sick – lick com um romance fofo, não, ele vai muito além disso. O enredo é algo diferente que nos envolve e cativa desde o primeiro capítulo. Nicola Yoon criou um verdadeiro conto de fadas moderno. Um romance praticamente impossível entre uma garota com sérios problemas e um jovem rebelde. Sem falar na mãe da nossa protagonista, que por ser médica e adotar uma postura protetora, assume o papel de madrasta má. Ajuda também o fato que amo livros do universo de um young-adult; os livros são cheios de discursos sobre inseguranças, os medos e novas descobertas.


A protagonista Madeline tem dezoito anos e nunca saiu de casa. Quando bebê teve uma crise respiratória e foi diagnosticada com IDCG, ou seja, imunodeficiência grave. Isso significa que ela é alérgica a TUDO e qualquer coisa, desde um alimento ou até o ar poluído, pode desencadear uma série de doenças e matá-la. As únicas pessoas presentes na sua vida são sua mãe, Pauline, que é médica, e Carla uma enfermeira que a conhece desde pequena. Ou seja, Maddy vive reclusa, somente em companhia dos seus livros. A mãe é extremamente super protetora, e prezando sempre a saúde de sua filha acaba se tornando meio chata (o que é compreensível, visto que o pai e o outro filho morreram em um acidente de carro e a filha pode morrer por qualquer coisa). Ela transforma a casa em uma ‘bolha’, e tudo o que entra ali deve ser esterilizado a fim de prevenir algum tipo de contaminação. A rotina De Maddy se torna monótona e bem tranquila: ela estuda online, assiste filmes, adora jogos de tabuleiro e principalmente ler.  Porém, quando uma nova família se muda para a casa ao lado da sua – e quando ela vê o novo vizinho – a jovem passa a querer mais da vida. Olly é divertido e insistente, portanto logo os dois se encontram na internet e desenvolvem uma bela amizade. Eles começam a se comunicar pela janela do quarto através de mímicas e e-mails, afinal, Maddy, não pode sair. O único problema é que conversar por e-mail se torna insuficiente. Decidida a viver pelo menos uma vez, Madeline resolve quebrar várias regras e lutar contra as limitações causadas pela sua doença. Mas, o que ela não sabe é que ao tomar esta atitude ela coloca muito mais do que a sua saúde em risco.

"- Tudo é um risco. Não fazer nada é um risco. A decisão é sua."
Várias coisas me impressionaram neste livro. Uma delas foi a diagramação que é INCRÍVEL e o ritmo e peculiaridade da narrativa, cheia de recursos como e-mails, desenhos, fórmulas, planilhas, resenhas literárias entre outros, aliada a uma linguagem simples e divertida.  E acho que é exatamente por Maddy ser a protagonista que a autora quis mostrar tudo que era importante para ela dentro da ‘bolha’ em que vive; quase como sua impressão do mundo. É a única maneira que ela tem de conhecer o mundo e tudo o que ele pode oferecer.

"Talvez seja a culpa por estar sendo egoísta, por querer estar com o Olly até mesmo agora. A cada momento que eu passo com ele, aprendo algo novo. Eu me torno uma pessoa nova."

Esta narrativa nos aproxima cada vez mais de Maddy, e as vezes mesmo que a obra fale sobre a vida angustiante e complexa dela, a leitura não fica muito pesada porque criamos um certo amor pela maneira em como ela lida com tudo.
Quando eu terminei o livro fiquei um pouco contrariada com o final, ele me pegou de surpresa. Ao longo do livro comecei a imaginar vários desfechos, mas a autora conseguiu me chocar um pouco.
“NAQUELA NOITE, sonho que a casa respira comigo. Eu exalo e as paredes se contraem como um balão furado, me esmagando quando desinfla.”

Recomendo a leitura pois muitos temas são tratados nesse livro, amor, amizade, superação, perdas, liberdade, anseios, aventuras e o que eu mais amo: drama. E tudo isso o transformou em uma história inesquecível.


Comente com o Facebook:

6 comentários :

  1. Quando vi esse livro em promoção, me contive pra comprar por causa da fila imensa de livros não lidos na estante, mas acabei de me arrepender! Que resenha LINDA! Fique morrendo de vontade de ler, e certamente será uma das minhas próximas leituras 😍

    ResponderExcluir
  2. Amoooo esse livro! A sinestesia dos personagens e a punjança dos sentimentos é maravilhosa. Confesso que em diversos momentos tive vontade de matar a Pauline que por medo e traumas da perda do marido e filho, criou uma redoma em volta da Maddy, posso até entender o que a levou a essa atitude, mas confesso que me revoltei com a ideia de tudo que a Maddy nao pode viver.
    Enfim, o livro e lindoooo de morrer e de viver. Super obg por compartilhar a bela resenha conosco meninas!

    ResponderExcluir
  3. Sem dúvida a capa chama atenção, e essa resenha me fez querer ler o livro, obrigada.

    ResponderExcluir
  4. Adiviiiinha?! Mais um livro pra lista de leitura de 2017! Ogrigado por essas resenhas lindas meninas! <3

    ResponderExcluir
  5. Foi a primeira resenha que leio sobre esse livro. Realmente me parece ser muito bom. Já está na minha lista de leitura!

    Seguindo o blog <3

    Agarotaqueleblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Eva, espero que possa ler logo e contar pra gente o que achou! Beijos!

      Excluir

Assine a Newsletter

LINK ME!

Literatura Estrangeira

Mais Recentes

Literatura Estrangeira - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados