HOME

28 de julho de 2017

#RESENHA - #1 Um Tom mais Escuro de Magia por V.E. Schwab

Título: #1 Um Tom mais Escuro de Magia
Autor: V.E. Schwab
Série: Tons de Magia
Editora: Record
Páginas: 420
Idioma: Português
ISBN: 8501106666
Ano de Lançamento: 2016


Livro cedido pela editora

Compre aqui: Saraiva | Amazon

SINOPSE: Kell é um dos últimos Viajantes — magos com uma habilidade rara e cobiçada de viajar entre universos paralelos conectados por uma cidade mágica. Existe a Londres Cinza, suja e enfadonha, sem magia alguma e com um rei louco — George III. A Londres Vermelha, onde vida e magia são reverenciadas, e onde Kell foi criado ao lado de Rhy Maresh, o boêmio herdeiro de um império próspero. A Londres Branca: um lugar onde se luta para controlar a magia, e onde a magia reage, drenando a cidade até os ossos. E era uma vez... a Londres Negra. Mas ninguém mais fala sobre ela.
Oficialmente, Kell é o Viajante Vermelho, embaixador do império Maresh, encarregado das correspondências mensais entre a realeza de cada Londres. Extra-oficialmente, Kell é um contrabandista, atendendo pessoas dispostas a pagar por mínimos vislumbres de um mundo que nunca verão. É um hobby desafiador com consequências perigosas que Kell agora conhecerá de perto.
Fugindo para a Londres Cinza, Kell esbarra com Delilah Bard, uma ladra com grandes aspirações. Primeiro ela o assalta, depois o salva de um inimigo mortal e finalmente obriga Kell a levá-la para outro mundo a fim de experimentar uma aventura de verdade. Magia perigosa está à solta e a traição espreita em cada esquina. Para salvar todos os mundos, Kell e Lila primeiro precisam permanecer vivos.


O livro é narrado em terceira pessoa e vai contar uma história totalmente nova que envolve nosso protagonista chamado Kell, um dos últimos Viajantes do mundo - que são magos que possuem habilidade de viajar por entre universos paralelos. 
Cinza para a cidade sem magia.
Vermelho para o império vigoroso.
Branco para o mundo faminto.
É um pouco difícil conseguir assimilar as várias informações que recebemos logo no início da leitura, mas aos poucos tudo vai fazendo sentido. A Londres Cinza é a Londres comum, onde a maioria das pessoas não faz ideia que a magia realmente existe. A Londres Vermelha é uma cidade em que a magia é reverenciada e as coisas estão aparentemente bem. A Londres Branca, governada por um casal de irmãos cruéis em que a magia não tem controle. E enfim a Londres Negra, que aparece mais a frente na história, a qual pouco se sabe, pois ela foi totalmente consumida pela magia e suas portas foram seladas, impossibilitando que qualquer um possa entrar e sair.

Kell por possuir a habilidade de poder viajar entre os mundos, fica responsável por trocar mensagens entre os governantes de cada Londres, mas para isso, é necessário possuir algum objeto da cidade a qual de deseja ir. Ele secretamente contrabandeia algum desses objetos de uma Londres a outra para pessoas que desejam ter um vislumbre de um lugar que não podem conhecer, e que para Kell, não apresentam riscos. Até que, ele fica incumbido de levar uma mensagem até a Londres Vermelha e tarde demais percebe que se trata de uma emboscada.

Ele se vê em posse de um artefato da Londres Negra, devastada por magia perigosa e muito forte e acaba fugindo para a Londres Cinza, se esbarrando com Lila, uma batedora de carteira muito hábil que acaba roubando a pedra. A partir daí as reviravoltas são intensas e imprevisíveis. 
Você acredita que a magia é uma igual. Uma companhia. Uma amiga. Mas não é. A pedra é a prova. Ou você é mestre da magia ou seu escravo.
O livro é escrito de uma forma muito detalhada, sem ser monótona, e tudo vai se encaixando de forma gradual e intensa. Eu estava gostando tanto da leitura que li devagar para saborear tudo que a autora ia trazendo com essa história incrível! 

A personagem Lila é uma mulher forte, que passa por muitas dificuldades na vida, mas que não se deixa abalar. Com um espírito livre e frases marcantes, ela vê em Kell uma forma de se aventurar de uma forma que nunca conseguiu. Aqui não temos um romance profundo, então se você achou que iria encontrar uma distopia onde o amor é bem enfatizado, já adianto que não é. 
[...] retrucou Lila com animação. — Existe a Londres Sem Graça, a Londres de Kell, a Londres Assustadora e a Londres Morta — recitou ela, enumerando-as nos dedos. — Viu? Eu aprendo rápido.
É preciso ter cuidado com a pedra da Londres Negra, pois ela é muito forte e possui uma escuridão sem limite e eles rapidamente vão em busca de uma maneira de devolver o artefato à Londres a qual ele pertence. 
Se o vermelho era a cor da magia em equilíbrio, da harmonia entre o poder e a humanidade, o preto era a cor da magia desequilibrada, desordenada e sem limites.
Mas alguns contratempos - que os leva à muitos perigos, mortes, traições - dificultam essa transição. O resultado disso é uma história maravilhosa, com muitas reviravoltas surpreendentes e um final muito bem elaborado. 

Apesar de não terminar em cliffhanger, fiquei bastante animada com o próximo livro, Um Encontro de Sombras, que pela sinopse parece haver reviravoltas e novas aventuras de tirar o fôlego. Por isso, se você ainda não leu Um Tom Mais Escuro de Magia, não leia a sinopse do livro dois porque ele possui spoilers. Sua conta e risco. Rs...

Um Encontro de Sombras que vai ser lançado na Bienal do Rio de Janeiro em Setembro desse ano.






Comente com o Facebook:

3 comentários :

  1. Oi Anne! Nossa eu amei o livro, realmente é uma história rica em detalhes e com um protagonista maravilhoso! Tb gostei da personalidade de Lila e estou bem ansiosa pela continuação! Amei as fotos do post!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Essa capa é muito linda e eu quero dar uma chance ao livro e ver se gosto da narrativa!
    Que blog mais fooooofo. Real, to apaixonada. É tudo tão organizadinho aqui <3
    To seguindo pra voltar sempre e muito sucesso pra você!

    Beijoss,
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
  3. Oi Anne,
    Que linda essa capa!
    Gostei muito do enredo, adoro essas coisas de viajantes e ainda se passa em Londres, com um toque de mistério. Darei uma chance assim que puder.

    tenha uma ótima segunda :D
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir

Assine a Newsletter

LINK ME!

Literatura Estrangeira

Mais Recentes

Literatura Estrangeira - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados