HOME

7 de agosto de 2017

#RESENHA - A Desconhecida por Mary Kubica

Título: A Desconhecida
Autora: Mary Kubica
Editora: Planeta de Livros
Páginas: 352
Idioma: Português
ISBN: 8542209982
Ano de Lançamento: 2017


Livro cedido em parceria com a editora

Compre aqui: Amazon | Saraiva

SINOPSE: Mais um instigante thriller psicológico da mesma autora de A Garota Perfeita, best-seller do The New York Times Todos os dias, a humanitária Heidi pega o trem suspenso de Chicago e se dirige ao trabalho, uma ONG que atende refugiados e pessoas com dificuldades. Em uma dessas viagens diárias ela se compadece de uma adolescente, que vive zanzando pelas estações com um bebê. É fato que as duas vivem nas ruas e estão sofrendo com a fome, a umidade e o frio intenso que castigam Chicago. Num ímpeto, Heidi resolve acolher Willow, a garota, e Ruby, a criança, em sua casa, provocando incômodo em seu marido e sua filha pré-adolescente. Arredia e taciturna, Willow não se abre e parece esconder algo sério ou estar fugindo de alguém. Mas Heidi segue alheia ao perigo de abrigar uma total estranha em casa. Porém Chris, seu marido, e Zoe, sua filha, têm plena convicção de que Willow é um foco de problemas e se mantêm alertas. Em um crescente de tensão, capítulo após capítulo a verdade é revelada e o leitor irá descobrir quem tem razão.



A Desconhecida é narrado em primeira pessoa por três personagens: Heide, Willow e Chris. Logo no início conhecemos Heidi, uma mulher altruísta que tem como trabalho ajudar pessoas carentes. Heidi é casada com Chris, um homem bem sucedido que quase não fica em por casa por causa das viagens à trabalho. E Willow é nossa "desconhecida".
O mais engraçado das alucinações é que a pessoa pode agir de forma relativamente normal quando está sob efeito delas. Suas alucinações não o levam inteiramente para fora do reino do possível.
Enquanto pega o trem em direção ao trabalho, Heidi vê uma menina suja no metrô com um bebê enrolado nos braços. Ela fica com essa cena na cabeça por muito tempo, então resolve ajudar, levando ela e o bebê para casa. Sem avisar à filha Zoe e ao marido Chris, a situação fica constrangedora em casa, principalmente porque ninguém faz ideia da índole dessa menina, e além do mais, um bebê. Um bebê sujo, com o bumbum ferido por causa da frauda suja. É de partir o coração, mas além de Heidi, sua família não se compadece tanto assim.
Ninguém merece um destino desses, ficar sem um centavo e sem moradia, mas, com certeza, nenhum bebê merece isso. Penso no preço exorbitante das fórmulas para alimentação infantil e das fraldas, sabendo que, se aquela garota estivesse comprando fraldas para suas próprias necessidades.
Willow tem uma personalidade arredia, se afasta das pessoas e fala pouco. Heidi e Chris quase nada sabem da história dela. É aí que os capítulos narrados pela Willow (que é ela no futuro relatando fatos que aconteceram no passado, assim como no presente), nos faz entender um pouco tudo que aconteceu.

Também percebemos pela narrativa de Chris que o casal passa por muitos problemas no casamento. Heidi acaba tendo um apreço muito grande pelo bebê, fazendo com que o relacionamento da família se abale ainda mais. Também não podemos deixar de fora Zoe, que é uma adolescente cheia de problemas, testando a paciência da mãe.
E, além disso, Joseph disse que ninguém acreditaria em mim. Ninguém. Era a palavra dele contra a minha. E eu era uma criança. Uma criança que ninguém queria - ninguém -, só ele e Miriam.
Não dá pra falar muito sobre esse livro, porque cada capítulo é uma descoberta e o gostoso desta leitura é justamente isso. Mas vale a pena. As explicações vão aparecendo conforme avançamos na história e me surpreendeu. Vários temas como abuso, adoção, problemas no relacionamento, adolescência, foram abordados abordados de forma natural e muito verdadeiro. 

Vale muito a pena ler, principalmente se você gosta de se surpreender e tentar desvendar os mistérios da história enquanto a leitura de desenvolve. Não mereceu cinco estrelas porque achei que Zoe merecia ter tido mais voz, mais importância na história, assim como seu relacionamento com os pais, já que ela não narra nenhuma parte da história. 

Comente com o Facebook:

9 comentários :

  1. Nossa, amei a resenha!!!
    Estou muito interessada em saber a origem dessa menina e como a história vai se desenrolar.

    ResponderExcluir
  2. Uau Anne, que enredo diferente! Eu não sei se teria coragem de ajudar alguém assim tb, é uma enorme responsabilidade a se somar à vida sem dúvida!
    Muito legal mesmo!
    Eu acredito que gostaria dessa leitura!

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. Olá, Anne! Tudo bom? (:
    Nunca li nada parecido, instigou minha curiosidade! Estou aprendendo a gostar de thrillers haha Adorei sua resenha, parabéns!! Anotada a recomendação.
    Beijos, Yasmim.

    Blog: http://literarte.blog.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá, nossa fiquei muito curiosa em ler esse livro. Principalmente por a protagonista da estória levar uma desconhecida para dentro de sua casa. O livro me chamou atenção. Vou anotar na minha lista de compras. Obrigada pela dica

    ResponderExcluir
  5. Olá Anne.
    Gosto bastante de me surpreender com livros e a cada capítulo sempre tento desvendar as peças
    .Fiquei interessada nesse livro. Muito além do mistério ele parece ter uma linda mensagem também.
    Beijos.

    Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  6. Ei! Tudo bem?

    Esse livro parece incrível! Adorei a temática e como ele é montado, amo de paixão livros com um bom suspense. Fiquei muito empolgada com a história e agora estou tentando formular teorias sem ao menos ter lido ahaha Amei sua resenha, passou vários aspectos cruciais da obra que me fariam gostar da história. Parabéns!

    Beijos!
    http://www.as365coresdouniverso.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Não sei se é coisa da minha cabeça, mas quando comecei a ler a resenha associei à Garota do Trem, porque o início me pareceu bem similar. Não que seja uma cópia, longe disso, apenas me lembrou um pouco hahahah Gostei bastante da sua resenha e achei a capa bem interessante, e adoro um livro de suspense!

    Um beijo, Carol
    Blog com V.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembra né? Mas só o comecinho. Li os dois e são bem diferentes, embora a "vibe" seja parecida, pois são thrillers.

      Bjinho!

      Excluir
  8. Eu adoro thriller, e por isso, fiquei super curiosa para conhecer esse livro. Acredito que além do suspense, essa obra tem muitas surpresas para o leitor. Gostei bastante da sua resenha, ah, suas fotos ficaram maravilhosas!

    Beijos

    ResponderExcluir

Assine a Newsletter

LINK ME!

Literatura Estrangeira

Mais Recentes

Literatura Estrangeira - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados