HOME

29 de setembro de 2017

#RESENHA - Estamos Bem por Nina Lacour

Título: Estamos Bem
Autora: Nina Lacour
Editora: Plataforma21
Páginas: 224
Idioma: Português
ISBN: 8592783348
Ano de Lançamento: 2017
Skoob || Goodreads


Livro cedido pela editora

Compre aqui: Amazon | Saraiva

SINOPSE: Marin deixou tudo para trás. A casa de seu avô, o sol da Califórnia, o corpo de Mabel e o último verão agora são fantasmas que ela não quer revisitar. O retrato de uma história em que já não se reconhece mais. Ninguém nunca soube o motivo de sua partida. Nada se sabe sobre a verdade devastadora que destruiu sua vida.
Agora, ela vive em um alojamento vazio e está sozinha no inverno de Nova York. Marin está à espera da visita de sua melhor amiga e do inevitável confronto com o passado. As palavras que nunca foram ditas finalmente se farão presentes para tirá-la das profundezas de sua solidão.


A história de Estamos Bem começa com nossa protagonista, Marin, sozinha no seu dormitório da faculdade na época do Natal depois de perder seu avô. Sua amiga Mabel estará chegando daqui alguns dias e ela terá que enfrentar a realidade que deixou pra trás. 

Sem conhecimento dos detalhes de seu passado, somos apresentados a um enredo que intercala o presente e o passado não tão distante. A chegada de Mabel pode mudar tudo, embora não seja claro qual papel ela exerceu antes na vida da personagem principal. No geral, a trama vai se desenvolver ao redor do luto e depressão de Marin e do mistério de sua partida repentina narrados em primeira pessoa, enquanto sua solidão e angústia de um luto mal curado se tornam palpáveis. 

Tentei sorrir, mas falhei. O problema da negação é que, quando a verdade chega, você não está pronta.
Apesar de o tema do livro ser muito importante - pois estamos falando sobre tristeza e depressão enquanto somos lentamente apresentados a um romance LGBT de forma simples e natural - eu esperava mais. A primeira metade do livro foi insuportavelmente lento ao ponto de se tornar difícil continuar a leitura porque nada avançava ou era esclarecido. 

Marin não explicava o que tinha acontecido no seu passado enquanto personagens secundários pouco profundos apareciam, e por causa disso não dava para entender aonde a autora queria chegar com as poucas coisas que estavam sendo apresentadas. 

Depois da metade do livro a história começou a se desenrolar e ser explicada, mesmo que em ritmo lento. Até porque nem a coitada da amiga de Marin, Mabel, estava entendendo alguma coisa (tamo juntas. Kkkkkkkkk). Apesar da melhora, achei que o enredo teve vários furos e explicações mal dadas para as atitudes da própria Marin e de seu avô. Talvez se os personagens fossem mais profundos e o enredo tivesse um ritmo mais rápido, eu teria torcido para os personagens, principalmente Marin, que estava toda perdida em seu primeiro ano na faculdade, sozinha e cometendo erro atrás do outro. 

Mabel vai ser a mesma que sempre foi: destemida, engraçada e inteira. Ainda vai ser ela mesma, enquanto eu estarei descobrindo quem sou agora.
Muitas partes da história são muito reais, principalmente o isolamento de Marin em face a depressão e tristeza. Ela se esforça pouco ou quase nada para criar laços com seus colegas e fazer novas amizades, e isso é real. A depressão é chata, é opressiva e confusa, assim como seu enredo e portanto, acho que proposital. Mas faltou profundidade e um enredo mais desenvolvido para a história se tornar incrível.


Comente com o Facebook:

12 comentários :

  1. Olá, esse livro tem uma capa linda, mas a história não chamar a minha atenção e por mais que eu tenha começado a ler livros lgbt esse não me chama atenção gostei muito da sua resenha

    ResponderExcluir
  2. Olá. Eu gostei da ideia do livro, mas essa falta de profundidade me deixaria sem vontade de lê-lo. Sempre gostei de ler livros que tratam de temas pesados, mas somente quando o autor consegue trazer para nossa leitura uma trama mais bem enrolada e desenvolvida. Beijos.

    Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  3. A gente sente na resenha quando a leitura não foi das melhores rsrs
    Confesso que não fiquei muito inclinada a ler hahaha mas achei a capa tão fofa e o enredo tem tudo pra ser uma boa história né?!

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  4. Olá, eu não sei se quero o livro ou essas meias fofas kkkk. Não conhecia o livro mas parece ser bem legal com personagens que nos fazem refletir. Acho que esse livro entra para indicações de livros para Setembro Amarelo. Adorei suas fotos, arrasou, bjus e bom domingo.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Anne! Já tinha visto o livro antes e sempre achei a capa bem bonita, mas a história não é muito promissora, pelo que percebi. Senti o desânimo em suas palavras, que pena a leitura não ter sido tão boa. Deu pra sentir que realmente ficamos meio perdidos, acho que a inserção de mais personagens tomou o espaço pra que a autora explorasse e aprofundasse mais os principais, pelo menos é a sensação que dá ao ler a resenha. Mas não posso afirmar, já que não li o livro.
    Um beijooo

    ResponderExcluir
  6. Depressão te deixa tão incomodado que você fica morto por dentro ... As vezes é realmente difícil de compreender. Nem quem tem compreende. Tenho até pena da pobre Marin 😭😭 Ninguém merece isso na vida ... (Adorei as fotos)

    ResponderExcluir
  7. Oii.. Adoro livros com temas fortes sabe, mais quando a narrativa flue, e de certa maneira não fica arrastada. Livros arrastado me cansam e muitas vezes eu abandono :(. Achei a capa maravilhosa, e adorei a resenha <3
    As fotos ficaram incríveis!!

    ResponderExcluir
  8. Oie, livros com temas fortes me chamam, de certa forma, atenção. Porém percebi pela sua resenha que o livro tem uma história meio que arrastada e eu não sou muito fá disso, mas quero ler esse livro para tirar minhas próprias conclusões. A caa é sensacional na minha opinião e sua resenha está linda.
    Abraço
    Blog Folha de Pólen

    ResponderExcluir
  9. Ei! Tudo bem?

    É tão triste quando um livro tem uma temática tão boa e ele não sai como a gente espera... Acho que foi o caso de Estamos Bem. O enredo parece muito bom, toda essa questão com temas mais fortes sempre dão o que falar nas obras, mas por ser meio lento, não é algo que me agrade tanto, eu preciso de um livro que me pegue de jeito haha De qualquer maneira, sua resenha me empolga, adorei a forma como você mostrou os aspectos do livro e, principalmente, A-M-E-I suas fotos, quero para ontem suas meias haha

    Beijos!
    http://www.as365coresdouniverso.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Anne!
    Gostei da forma como você detalhou a história mas eu sinceramente não leria, pois não me sinto confortável lendo livros desse tema. Uma pena que mesmo o enredo sendo bem interessante, a leitura foi lenta.


    Beijinhos!
    Camila
    Http://leiturize-se.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem? Que pena que não gostou tanto do livro! Eu vi opiniões positivas e negativas sobre ele e gostaria de tirar minha própria conclusão já que a temática me atrai muito.
    Tenho um pouco de receio em ler livros que se desenrolam devagar, sempre entro com um pé atrás, mas estou tentando me acostumar com esse tipo de narrativa.
    Quando tiver a oportunidade, com toda certeza vou dar uma conferida, apesar da sua opinião ter sido um pouco negativa.

    Beijos
    Amor Literário

    ResponderExcluir
  12. Olá! Em primeiro lugar, que fotos maravilhosas <3 Depois, que pena que você não curtiu tanto o livro. Mas acontece, né? Confesso que esse livro me ganhou pela capa, antes mesmo de saber a sinopse hahaha. Mas ainda estou interessada, pq quero começar a ler mais sobre essa temática, de suicídio e depressão. Adorei a sua resenha, ajudou um pouco a diminuir as expectativas e ir com calma quando iniciar a leitura. Beijos! //Abdução Literária

    ResponderExcluir

Assine a Newsletter

LINK ME!

Literatura Estrangeira

Mais Recentes

Literatura Estrangeira - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados