HOME

27 de outubro de 2017

#RESENHA - #4 Indomável por S.C. Stephens

Título: Indomável
Autora: S.C. Stephens
Série: Rock Star
Editora: Valentina
Páginas: 400
Idioma: Português
Ano de Lançamento: 2017
Skoob || Goodreads


Livro cedido em parceria com a editora

Compre aqui: Amazon | Submarino

SINOPSE: Ser o baixista da banda de rock mais famosa do mundo proporcionou muitas vantagens para Griffin Hancock: uma bela casa, um carro veloz e, o mais importante, sua incrível esposa Anna. A única coisa que a fama não lhe trouxe foi um refletor focado apenas nele. Anna o aconselha a ser paciente, e diz que seu talento vai acabar por lhe trazer isso. Só que Griffin está farto de esperar pela oportunidade de brilhar por completo.
De forma inesperada para todos, Griffin toma uma decisão chocante e resolve assumir o maior risco de sua vida. Subitamente ele se vê debaixo de novos refletores, luzes, câmeras e... caos - algo que acaba por levar ao limite o seu relacionamento com Anna. Sua compreensiva esposa sempre considerou sexy o comportamento imprevisível do marido, mas, de repente, sentimentos de dor começam a transparecer em seus olhos, e isso coloca a alma de Griffin em uma espiral de desespero e infelicidade.
Justamente quando o reconhecimento do seu talento está ao seu alcance, a pessoa que ele mais ama no mundo pode estar lhe escorrendo pelos dedos.


Essa resenha pode conter spoiler dos livros anteriores.

Indomável é o quarto volume da série Rock Star que pode ser lido separadamente, mas saiba que haverá spoilers dos livros anteriores. 

Esse livro é inteiramente narrado pelo personagem Griffin, com o qual tenho um caso de amor e ódio. Apesar de ao final da leitura esse caso tenha se transformado apenas em ódio, achei que o livro condiz exatamente com a personalidade egoísta e narcisista que Griffin sempre teve. 

A banda D-Bags decolou e está entre as mais famosas do mundo, porém, isso ainda não é o suficiente pra Griffin Hancock, que é "apenas" o baixista. Ele acha que merece mais, que é melhor que todos e começa a invocar com tudo que a banda faz e decide - embora ele nunca tenha participado das decisões, já que nunca mostrou interesse.
[...] eu estava definhando à sombra dos D-Bags e precisava me libertar disso.
Nesse estágio da vida, ele já está casado com Anna, que está esperando o segundo filho deles e apesar de a vida estar seguindo pra frente no ritmo certo, Griffin não está satisfeito e toma uma decisão que pode mudar a sua vida e a vida de todos na banda. Eu até sentia que ele era menosprezado em algumas situações, mas estamos falando de Griff Hancock, que é imaturo, irresponsável e sem limite. É quase impossível dar ouvidos à ele, muito menos aceitar suas opiniões estapafúrdias.
Com Anna firmemente ao meu lado, não havia nada que eu não pudesse fazer. Eu pretendia dominar aquela cidade, era só uma questão de tempo.
Em busca desse reconhecimento enaltecedor, ele embarca em um mundo de mentiras, traição, derrota e isso muda sua percepção da vida. Mas não se engane - ele não percebe isso no primeiro erro que comete. Ele vai precisar errar várias vezes e dar murro em ponta de faca antes de perceber que tudo que ele tinha antes era seu sonho, mas que ele não enxergava por achar que tudo era inferir à ele.
O problema era que eu não queria uma vida apenas "decente". Eu queria mais.
A gente vê nesse livro de início um Griffin infantil e irresponsável, que amadurece quando a vida real bate à sua porta, e isso foi incrível. Apesar do caminho que ele percorreu para chegar lá ter sido pavimentada por erros que ele mesmo cometeu, não podemos desmerecer o trabalho que ele teve ao longo desse percurso. 

Eu gostei do livro, apesar de sentir muita raiva de Griffin e solidificar meu amor pelo crush eterno Kellan. O final achei muito capítulo final de novela das seis, acho que não precisava exagerar tanto. 

Comente com o Facebook:

13 comentários :

  1. Oiie. Tudo bem? Eu gostei bastante da sua resenha e fiquei interessada no livro, mesmo sabendo que iria achar Griffin um pé no saco. Mas acho valido um autor se dedicar à falar sobre esses sentimentos ruins de marcismo e arrogância que o Griffin aparenta ter. Espero ter a oportunidade de ler esse livro. Um beijo.

    Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  2. hahahaha adorei a descrição do final!
    Ahhh mas romances são romances, eu sempre me derreto e tenho certeza que ficarei irritada com esses erros todos, mas a gente sempre perdoa né? :D

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. Olá! Não estou na vibe de romance, esse é o tipo de livro que não me atrai. A capa é maravilhosa, gostei da sua escrita e parabéns pela parceria.

    Beijinho, Jenni.
    Sinopsedoslivrosjenni.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Eitaaa! que capa hein! kkk! ameia a resenha, preciso ler uns livros assim para fugir um pouco dos gêneros que estou lendo ultimamente.
    Tem personagens que sinceramente só falta a gente entrar dentro do livro para bater neles né rs,rs. Amei os quotes e já assisti um filme bem parecido com essa história, bjão e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  5. Tenho esta série em ebook para ler, tenho muita curiosidade! =)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  6. Adoro romances que trazem essa relação de amor e ódio, eu leio fico querendo matar os personagens , mais no final fico refletindo kk e fico na bad... adorei sua resenha,gosto quando envolvem contextos musicas nas narrativas, além é claro da capa que achei maravilhosa..
    E a frase final kkk adorei ..
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  7. Olá, Anne.
    Eu confesso que não sou muito fã de livros do gênero. Nem de capas assim. E ainda mais com a forma como você descreveu o protagonista. Vou odiar a história.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Ei! Tudo bem?

    Não sou muito fã de livros que possuem continuação, mas gosto muito (muito) de livros que fazem parte de uma série e a gente pode ler separadamente, apesar dos spoilers. Entretanto, não sei se essa obra me agradaria, por simplesmente sentir ódio. Não consigo levar adiante um livro que tem o personagem principal que ainda narra a história me dando raiva. Não dá pra mim não haha

    Amei sua resenha, está maravilhosa (como sempre)!
    Beijos!
    http://www.as365coresdouniverso.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá!

    Achei bem diferente e ao mesmo tempo bem real, falar sobre a ganância humana é um assunto bastante difícil mas também simples, já que é algo que vemos bastante. Achei muito bacana e curti a parte estética também ;D

    Um beijo, Carol
    Blog com V.

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bom? Adoro livros e séries assim, principalmente quando envolve banda e música. Gostei muito da sinopse e saber a sua opinião sobre a obra. Fico incomodada quando um personagem me da raiva ou é irritante, mas isso não faz o livro ser ruim.

    Parabéns pela resenha, beijos!
    Amor Literário

    ResponderExcluir
  11. Oi Anne, tudo bem?
    Que pena que o livro não atingiu todas as expectativas.
    Eu acho que não leria, porque esse tipo de série não me atrai muito. :(
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  12. Olá, eu não sei se vou ler esse livro,mais a sua resenha despertou a minha curiosidade

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Sua resenha está otima e o livro, mesmo não sendo muito do meu gosto,parece ser bom, mesmo nao superando suas expectativas.
    Beijos

    ResponderExcluir

Assine a Newsletter

LINK ME!

Literatura Estrangeira

Mais Recentes

Literatura Estrangeira - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados