HOME

26 de janeiro de 2018

#RESENHA - Deixada para trás por Charlie Donlea

Título: Deixada para trás
Autor: Charlie Donlea
Editora: Faro Editorial
Páginas: 338
Idioma: Português
Ano de Lançamento: 2017
Gênero: Suspense e mistério

Skoob || Goodreads

Livro cedido em parceria pela editora

Compre aqui: Amazon | Submarino
SINOPSE: Nicole Cutty e Megan McDonald são alunas do ensino médio na pequena cidade de Emerson Bay, Carolina do Norte. Quando elas desaparecem de uma festa na praia em uma noite quente de verão, a polícia inicia uma busca maciça. Nenhuma pista é encontrada e a esperança é quase perdida, até Megan milagrosamente aparecer depois de escapar de um bunker no fundo da floresta.
Um ano depois, o best-seller de sua provação transformou Megan de heroína local para celebridade nacional. É uma história triunfante e inspiradora, exceto por um detalhe inconveniente: Nicole ainda está desaparecida.
A irmã mais velha de Nicole, Livia, é uma perita forense e espera que em um breve dia o corpo de Nicole seja encontrado e entregue a alguém como ela para analisar as provas e finalmente determinar o destino que sua irmã teve. Em vez disso, a primeira pista para o desaparecimento de Nicole vem de outro corpo que aparece no necrotério, de um jovem ligado ao passado de Nicole. Livia vai até Megan para pedir ajuda, esperando descobrir mais sobre a noite em que as duas foram levadas. Outras meninas também desapareceram e Livia está cada vez mais certa de que os casos estão conectados.
Mas Megan sabe mais do que ela revelou em seu livro best-seller. Flashes de memória estão se juntando, apontando para algo mais escuro e mais monstruoso do que sua memória descreve. E quanto mais ela e Livia cavam, mais elas percebem que às vezes o verdadeiro terror está em encontrar exatamente o que você está procurando.

Narrado em terceira pessoa, Deixada para Trás vai se passar em uma cidade pequena onde aconteceram vários desaparecimentos. Dentre as desaparecidas está Nicole, uma adolescente espevitada e meio macabra e também Megan, toda certinha e filha do xerife da cidade.

Nessa história é perceptível o crescimento do autor com as palavras e com a montagem de toda a trama. Lívia, irmã de Nicole que é médica legista, tem uma grande importância aqui, pois muitas das pistas de quem é o raptor e assassino são descobertas por ela. Os detalhes das autópsias são impressionantes, mostrando que o autor estudou muito para descrevê-las de forma real. Pra quem não curte detalhes nojentos de corpos e dissecação, vai ser complicado avançar na leitura, porque o elemento forense está bem presente na história.

O autor também usa uma artimanha que acho essencial em livros que vão e voltam no tempo: em todo o começo de parágrafo ele vai descrever se é "duas semanas antes do sequestro" ou "treze meses depois do sequestro", o que facilita para o leitor se encontrar na história. 

Esse livro segue o mesmo ritmo que a maioria dos livros de suspense e mistério; com várias descobertas e muitos pontos de interrogação. Megan, a única que conseguiu escapar, pode ser a chave do mistério. Eu não consegui descobrir quem era o sequestrador até a história me contar diretamente. Eu sou meio abestalhada nesses livros de suspense, sempre sou a última a desvendar os mistérios. 

A escrita é boa, o desenrolar da história foi muito convincente, mas não dei cinco estrelas porque há alguns furos, onde tive a impressão que algumas situações foram adicionadas à história apenas para confundir o leitor e não para acrescentar e fazer parte dela. Eu acho que esse é um "erro" que enfraquece a história, mas espero que o autor consiga contorná-los nos próximos livros, porque como disse antes, ele melhora a cada livro. 

O final nos surpreende novamente, embora eu tenha minhas teorias.
Uma vida pode acabar, mas as vezes um caso dura para sempre.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Assine a Newsletter

LINK ME!

Literatura Estrangeira

Mais Recentes

Literatura Estrangeira - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados