HOME

27 de dezembro de 2016

#RESENHA Empire by Lili St. Germain


Título: Empire
Autor(a): Lili St. Germain
Série: Cartel
Páginas: 320
Idioma: Inglês
ISBN: 1460750063
Ano de Lançamento: 2016
Classificação: ♥♥♥♥♥
Compre aqui:  Amazon

SINOPSE: Eu devia ter sabido que chegaria a isso, desde o momento em que eu coloquei os olhos nele naquele motel.
Eu deveria ter sabido que sua salvação era muito boa para ser verdade.
Porque tudo se foi agora, o amor impossível e secreto que eu tinha por ele sangrando na escuridão que veio depois.
Agora só há ódio.
Agora eu só quero escapar.
Mesmo que isso signifique que eu tenho que matá-lo para ser livre.

________________________________________________

Gente do céu, tô sem fôlego até agora com essa trilogia.
Para quem não sabe a Trilogia Cartel cronologicamente falando antecede a série Gypsy Brothers. No GB nós temos Dornan como Presidente do clube e eu não posso falar mais do que isso senão vou acabar soltando spoiler para quem não leu essa outra série, mas é muito importante o conhecimento de alguns fatos para a leitura da Trilogia Cartel. Ela é muito interligada, pois estamos falando dos mesmos personagens, porém em uma época anterior.

Temos um livro narrado por alguns personagens como Mariana, Dornan e John. Por mais estranho que pareça, somente os capítulos que são narrados por Mariana são em primeira pessoa. Mas a autora fez isso propositalmente para sermos capazes se sentir suas angústias e sofrimentos, já que ela é a personagem principal e toda a história gira em torno dela.

Aqui nós temos o Dornan mais manso do que o Dornan escrotão de Gypsy Brothers. Sabemos que nem sempre ele foi um f#(*&#*&#!@)(*#, mas como John disse, ele nasceu do sangue e brutalidade e foi sendo moldado para ser quem ele infelizmente acaba se tornando.

Mas Dornan jamais seria capaz de fugir da coisa que ele veio. Da coisa que o criou. A escuridão não apenas existia dentro dele. Ele era a fodida escuridão.
But Dornan would never be able to run from the thing he came from. The thing that created him. The darkness didn't just exist within him. He was the fucking darkness.

Também temos a Mariana, que foi sequestrada no primeiro livro e aqui é dada sequência em seus problemas que vão se agravando a medida que o livro vai sendo desenvolvido. É uma narrativa muito angustiante porque Mariana chegou a um ponto que ela mal sabe quem ela um dia foi. Ela tem um afeto muito profundo pelo Dornan, podemos chamar até de amor, doente, mas amor, pois ela o via como seu salvador, mas que aos poucos foi se tornando sua certeza ao túmulo. Neste ponto, a polícia federal e a CIA já estão tomando conhecimento desses fatos.

Alguns capítulos são narrados pelo John também, pai da Julz que aparece no Gypsy Brothers (Julz é a principal personagem em GB, e vemos o início de tudo nessa trilogia) e por quem Mariana acaba se apaixonando, levando à consequências drásticas. Foi muito bom podermos entender um pouco da personalidade de John, que embora seja o presidente de um clube de moqueiros cruéis, tem uma alma boa e amor verdadeiro por sua filha e agora Mariana. Esse amor acaba por ser o ponto chave de algumas tragédias.


Não tem como falar do livro sem mencionar um dos piores vilões que eu encontrei no mundo da literatura, Emilio Ross, pai de Dornan Ross e chefe do maior e mais temido cartel dos EUA. Eles fazem as piores coisas que vocês podem imaginar. Tráfico de drogas e armas e até tráfico humano, incluindo bebês e crianças. Além disso, eles levam muito a sério essa coisa de vingança e não poupam ninguém.

O legal dessa trilogia é você ter ideia do que vai acontecer, porque já que é necessário ler Gypsy Brothers para ler Cartel, o futuro de alguns personagens aqui, já foi sondado lá e a angústia se torna cada vez maior sabendo o que provavelmente vai acontecer. Mas não tira o brilhantismo da história.

Inclusive esse foi o melhor livro que li este ano. Ele é bem dark e muito bem escrito. Todas as páginas são recheadas de amor e mágoas, angústia e temor, bons ingredientes para a construção de um dark romance bem construído. A crueldade dos personagens é tirar o fôlego e nos deixa perplexos.


A história foi muito bem montada porque conseguimos nos sentir dentro dos acontecimentos, mas incapazes de imaginar alguma coisa que pudesse ajudar. Sem mencionar que o amor/ódio que temos pelo Dornan é de partir o coração e arrancar os cabelos ao mesmo tempo. Embora ele seja um cara cruel, moldado pelo pai sem misericórdia, ele tenta ir contra isso, mas a escuridão na qual ele nasceu e foi criado é maior do que tudo que possamos imaginar e ele acaba sucumbindo muitas vezes à ela. 

Por mais que o final esteja fadado à vermos a morte de vários personagens queridos, mortes horríveis e inimagináveis inclusive, temos uma descoberta de tirar o fôlego. Eu simplesmente terminei a série, o livro, DE BOCA ABERTA! O mundo precisa ler isso!!!

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Assine a Newsletter

LINK ME!

Literatura Estrangeira

Mais Recentes

Literatura Estrangeira - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados