HOME

6 de março de 2017

#RESENHA - Fale! por Laurie Halse Anderson

Título: Fale!
Autora: Laurie Halse Anderson
Editora: Valentina
Páginas: 248
Idioma: Português
ISBN: 9788565859073
Ano de Lançamento: 2013
Compre aqui: Saraiva | Submarino

SINOPSE: “Fale sobre você... Queremos saber o que tem a dizer.” Desde o primeiro momento, quando começou a estudar no colégio Merryweather, Melinda sabia que isso não passava de uma mentira deslavada, uma típica farsa encenada para os calouros. Os poucos amigos que tinha, ela perdeu ou vai perder, acabou isolada e jogada para escanteio. O que não é de admirar, afinal, a garota ligou para a polícia, destruiu a tradicional festinha que os veteranos promovem para comemorar a chegada das férias e, de quebra, mandou vários colegas para a cadeia.

E agora ninguém mais quer saber dela, nem ao menos lhe dirigem a palavra - insultos e deboches, sim - ou lhe dedicam alguns minutos de atenção, com duvidosas exceções. Com o passar dos dias, Melinda vai murchando como uma planta sem água e emudece. Está tão só e tão fragilizada que não tem mais forças para reagir.

Finalmente encontra abrigo nas aulas de arte, e será por meio de seu projeto artístico que tentará retomar a vida e enfrentar seus demônios: o que, de fato, ocorreu naquela maldita festa?

_______________________________________________________

Melinda é uma adolescente comum que acaba indo parar em uma festa organizada pelos veteranos e lá acontece uma coisa horrível que a faz ligar para polícia. Por conta disso, todos passam a odiá-la, a ver como a menina que acabou com a festinha deles. Mas o que será que realmente aconteceu naquela noite?
Eu realmente esperava uma história diferente. Não sei bem o que eu esperava, mas não foi o que li nessas páginas. Tá aí um problema enorme de se iniciar a leitura de um livro com as expectativas lá em cima.

Por causa daquela noite horrorosa, Melinda se fecha. Ela quase não fala mais, não tem amigos, e também não conta para ninguém o que aconteceu e isso me deixou bem irritada. Eu queria que ela falasse, que contasse a alguém, mas ela ergue uma barreira impenetrável. Sua única forma de comunicação é atrás das aulas de arte. E é o professor dela que acaba ajudando ela a sair desse buraco o qual ela se enfiou.
"O prof. Freeman acha que preciso encontrar os meus sentimentos. E por acaso poderia deixar de encontrá-los? Eles estão me devorando viva, como uma infestação de pensamento, vergonha, erros."
Eu sei que muitas pessoas amaram esse livro, mas eu não consegui sentir conexão nem com os personagens e nem com a história. Acho que para mim faltou mais delicadeza, um enredo que fale mais com o leitor e te deixe ansioso para ler mais. 

Indico essa leitura principalmente para aquelas pessoas que sofreram algum abuso e bullying para que não se calem! 

“É mais fácil não dizer nada. Fechar a matraca, passar o zíper, calar o bico. Toda aquela babaquice que você escuta na TV sobre se comunicar e expressar o que sente não passa de uma mentira. Ninguém quer realmente ouvir o que você tem a dizer.” 

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Assine a Newsletter

LINK ME!

Literatura Estrangeira

Mais Recentes

Literatura Estrangeira - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados