HOME

31 de maio de 2017

#RESENHA - Entre Cabras e Ovelhas por Joanna Cannon

Título: Entre Cabras e Ovelhas
Autor: Joanna Cannon
Editora: Morro Branco
Páginas: 472
Idioma: Português
ISBN: 9788584390571
Ano de Lançamento: 2017


Compre aqui: Saraiva | Livraria da Travessa


SINOPSE: Inglaterra, verão de 1976. A sra. Creasy está desaparecida e a Vila borbulha com fofocas. Os vizinhos culpam a sufocante onda de calor por seu repentino sumiço, mas as pequenas Grace e Tilly não estão convencidas disso.Com o sol brilhando incansável no céu, as meninas decidem tomar o assunto em suas próprias mãos e, batendo de porta em porta atrás de pistas, percebem que todos na Vila têm algo a esconder. Enquanto a rua começa a revelar seus segredos, as pequenas detetives vão perceber que nem tudo é o que parece.


Entre Cabras e Ovelhas é um livro que vai ser narrado por toda uma vila em terceira pessoa e também em primeira pessoa pela garotinha Grace de 10 anos. A história é contada em dois tempos: no inverno de 1967 e verão de 1976, que é o presente.

Logo no começo percebemos que aconteceu algo muito trágico em 1967 que acabou abalando todos os moradores, mas a revelação vai sendo feita com o passar da narrativa. Já em 1976 acontece o desaparecimento da sra. Creasy, e a vizinhança começa a agir de forma estranha. Isso não passa despercebido pela Grace e sua amiguinha Tilly. Elas acabam colocando na cabeça que o problema todo é porque Deus está sumido e se elas o encontrar, a sra. Creasy vai voltar e as pessoas voltarão ao normal. Então elas vão a procura de Deus, literalmente. Elas batem de porta em porta procurando por ele e é aí que nós leitores vamos conhecendo a personalidade dos moradores e alguns fatos que aconteceram em 1967 e também no presente.
— Somos todos ovelhas — respondi — E ovelhas precisam de um pastor para mantê-las a salvo. Foi o que disse o pároco.
A partir daí a trama vai girando em torno do que aconteceu em 1967 e também porque a sra. Creasy sumiu. O que aconteceu com ela? Ela vai voltar? Os acontecimentos se interligam? Essas são perguntas que vamos fazendo ao longo de todo o livro, o que me incomodou um pouco, pois como leitora creio que os autores têm que ter a perspicácia de ir soltando pistas mais concretas ao longo do livro, sem deixar que o leitor descubra de cara e também sem deixar para a última página para a leitura não se tornar monónota.  
Olhando para trás, não consigo me lembrar de quando tudo começou a dar errado. Era difícil de dizer, mas sei que dava para sentir sua chegada pelo cheiro do ar. Como a chuva.
Outro ponto que me incomodou também, mas que achei que daria para ser contornado, foi a escrita bem poética. Ela usou uma linguagem muito rebuscada na narrativa da Grace, que tem apensas 10 anos. Ao meu ver ela tinha que ter sido mais simples nesse ponto e ter explorado mais esse estilo de escrita em terceira pessoa. Afinal, uma criança de 10 anos, por mais inteligente e "madura" que seja, não vai saber os nomes dos pássaros que gorjeiam em tal árvore. 

Mas a história traz alguns temas muito interessantes como as aparências, o julgamento, fofocas. Às vezes julgamos as pessoas por aquilo que nós vemos e isso é errado e feio. A história nos apresenta também uma pequena reflexão sobre o Alzheimer, mesmo que sutil, mas muito interessante.
É estranho como o passado muitas vezes invade o presente como um intruso perigoso e indesejado. Porém, sempre que o passado era convidado a entrar, sempre que presença era solicitada, ele parecia se desvanecer no ar e nos fazer duvidar de que houvesse mesmo existido.
Em geral eu achei a escrita maravilhosa, mas daria para ser melhor aproveitada. O livro, mesmo que narrado em terceira pessoa, possui tantos pontos de vista que me deixou bem confusa. Cheguei ao ponto não saber mais quem era marido de quem, quem era filho de quem, e a leitura foi se arrastando, mesmo estando louca para saber o que tinha acontecido.

Não tem como deixar de mencionar o cuidado que a editora tem com a edição e essas cabras e ovelhas combinaram lindamente com o livro. É um dos livros mais lindos que eu tenho na estante.

Enfim, o livro não me agradou porque eu sou bem crítica com o propósito de cada elemento dentro da história e eu senti falta de várias explicações em algumas situações e até mesmo aparições de alguns personagens que não tinham porque aparecerem ou serem mencionados.

Sei com certeza que tem gente que vai adorar o livro, inclusive depois de ter lido, eu fui atrás de algumas resenhas para tentar entender porque esse livro não me pegou, e percebi que fui exceção. Mas tenho meus motivos. Acho que o significado da leitura é tão pessoal que não tem como comparar a sua experiência com a das outras pessoas e se eu tenho uma coisa pra falar aqui é para que leiam e tirem suas conclusões à respeito da história. 
As escolhas que fez são agora parte dela. Costuraram-se à pessoa em que se transformou e, quando ela se detém para ver quem é, descobre que o tecido com o qual foi modelada começava a sufocá-la.

Comente com o Facebook:

14 comentários :

  1. essa edição é MUITO linda! gostei muito da tua resenha, bem sincera e respeitando o fato de q cada leitor tem um gosto literário, não tem como comparar o que um gosta e o que o outro gosta! enfim, confesso que esse tema não me agrada muito, desde que li a sinopse do livro não foi algo que me chamou a atenção, me parece que sempre que os autores tentam escrever algo mais "denso" sobre Deus, acabam se perdendo ao tentar trazer um livro tão "cult".. mas pode ser eu, como falei, cada um vê de uma forma! hehe

    ResponderExcluir
  2. há, escrevi um monte e esqueci de falar: tuas fotos, como sempre, maravilhosas <3 <3 <3

    ResponderExcluir
  3. Eu adoro sentir as crianças em leituras, elas são tão fofas e cheias de ensinamentos para a gente. Uma pena que essa autora explorou de mais e ficou meio forçado, com a linguagem muito robusta. As crianças tem que ser crianças :)
    A história parece ser bem intrigante.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  4. Essa edição parece ser linda, mas esse livro com certeza eu não leria e não por causa da resenha mais por não fazer o meu gênero literário.

    ResponderExcluir
  5. Oiie. Eu gosto bastante de livros que abordam mistério e suspense. O fato de ter crianças no enredo só faz eu querer ler mais.
    Amei!
    Beijos.

    Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  6. Adoro livros onde as crianças narram. Realmente fica difícil uma linguagem mais rebuscada para uma criança. Adorei a resenha e as fotos estão maravilhosas!
    Abraços.
    http://diarioleitorblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Olá

    A edição está lindíssima mesmo!
    Pena que a leitura não fluiu muito bem pra você. Já me senti confusa assim em livro que tinha vários personagens e até conseguir assimilar tudo demorou.
    Eu gosto de que se passam em dois tempos e ainda envolve um mistério. Os temas abordados também chamam a atenção.
    Vou levar a dica!

    bjs
    Fernanda
    http://condutaliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Anne!
    Esse livro realmente é lindooo. Eu gosto das edições da Morro Branco. Sobre a história, fiquei curiosa pra conhecer mais e, apesar da narrativa rebuscada sob a perspectiva de Grace, eu gostaria de lê-lo porque, como você destacou, as leituras e experiências literárias são individuais. Mas concordo com você nesse aspecto, acho que a narrativa por uma criança deveria ser simples, tem um livro que li faz pouco tempo, "a cor do leite", que é narrado por uma menina de 14 anos e é bem simples, ainda que seja, de certa maneira, poético. Acho que o problema não é a "poeticidade" da narrativa, mas o teor de complexidade dela.
    Beijooos,
    eusouumpoucodecadalivroqueli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi, Anne!
    Esse livro realmente é lindooo. Eu gosto das edições da Morro Branco. Sobre a história, fiquei curiosa pra conhecer mais e, apesar da narrativa rebuscada sob a perspectiva de Grace, eu gostaria de lê-lo porque, como você destacou, as leituras e experiências literárias são individuais. Mas concordo com você nesse aspecto, acho que a narrativa por uma criança deveria ser simples, tem um livro que li faz pouco tempo, "a cor do leite", que é narrado por uma menina de 14 anos e é bem simples, ainda que seja, de certa maneira, poético. Acho que o problema não é a "poeticidade" da narrativa, mas o teor de complexidade dela.
    Beijooos,
    eusouumpoucodecadalivroqueli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá! Eu não curto muito histórias com muitos pontos de vistas, o autor tem que saber dosar bem o que transmitir, do contrário, fica confuso, assim como você achou... que pena que não curtiu. Mas eu fiquei curiosa, pra saber mais! E amei a edição, realmente bem caprichada!
    Beijos, Yasmim.

    Blog: http://literarte.blog.br
    Insta: instagram.com/blogliterarte

    ResponderExcluir
  11. Oi! Nossa amei suas fotos, ficaram lindas! A capa do livro é um amor assim como a história parece ser. Interessei-me muito pelo livro, adoro quando a gente vê vários pontos de vista e fica mudando a pessoa que narra! Adorei a resenha <3
    Beijos!

    http://www.as365coresdouniverso.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Anne!
    Uma pena que a leitura não foi satisfatória para você e acho que teria ficado incomodada com essa linguagem poética também. Contudo esse suspense todo em torno das duas datas me fez lembrar o livro Tão Mais Bonita, que tem premissa e narrativa muito parecidas. Contudo acho que mesmo assim vou dar uam chance a história, espero que ela consiga me cativar.

    beijinhos!
    http://leiturize-se.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. OI, Anne! Serio que não gostou? Ouvi falar tão bem desse livro... Mas, cada um tem um gosto eu sei, espero gostar quando ler, senão venho compartilhar minhas impressões contigo. :)

    Beijinhos, Laila
    entretodososlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Leitura é muito subjetivo mesmo e depende do momento da vida que estamos tb :D
    Talvez uma releitura daqui alguns anos te mostre pontos que hoje passaram despercebidos ;)
    Eu adorei a foto e daria uma chance para a história :D

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir

Assine a Newsletter

LINK ME!

Literatura Estrangeira

Mais Recentes

Literatura Estrangeira - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados