HOME

21 de julho de 2017

#RESENHA - #2 Príncipe Partido por Erin Watt


Título: #2 Príncipe Partido
Autor: Erin Watt
Série: The Royals
Editora: Planeta de Livros
Páginas: 352
Idioma: Português
ISBN: 8542210794
Ano de Lançamento: 2017


Prévia cedida em parceria com a editora

Compre aqui: Saraiva | Amazon

SINOPSE: Reed tinha tudo na vida: beleza, status e dinheiro. As garotas da sua escola matariam para sair com ele, os caras queriam ser como ele, mas Reed nunca tinha dado a mínima para nada disso. Nem para a família. Até que Ella Harper apareceu na sua vida. Quando Ella chegou à mansão dos Royal, o que ele mais queria era que a nova hóspede sumisse, mas ela o conquistou e, agora, Reed irá fazer de tudo para mantê-la por perto. Ella lhe dá segurança, lhe transmite paz, o aconchega... sensações que há muito tempo não sentia. Porém Reed comete um deslize e Ella se afasta por completo, trazendo caos à família Royal. Reed vê seu mundo desmoronar e toda a esperança de viver um romance com Ella desaparece. A garota dos sonhos de Reed não quer mais saber dele, porque sabe que se ficarem juntos, isso vai destruí-los. Ella pode estar certa. 'Príncipe partido' é a aguardada continuação de 'Princesa de papel'.

Pode conter spoiler do livro anterior


Príncipe partido vai iniciar onde parou em Princesa de Papel, ou seja, numa parte bem emocionante. Logo no primeiro capítulo temos essa explicação. Dessa vez temos uma visão mais geral da história, pois ela é narrada tanto pelo Reed quanto pela Ella. Gostei bastante de poder entender um pouco o que se passa na cabeça de Reed, apesar de que essa tarefa não seja tão fácil.

Tentando "resguardar" Ella, ele acaba prejudicando a vida da família ainda mais. Os dois estão mais em sintonia neste livro do que no anterior. Embora seja um livro bem sexualizado, ponto que desagradou muita gente, achei condizente, pois os Royals são homens mais eróticos que o convencional, então seria de estranhar se cenas mais quentes não aparecesse com frequência.

Reed acaba tendo uma grande desavença com os irmãos e por conta disso, a escola entra em um caos. Para quem não leu Princesa de Papel, os irmãos Royal meio que tinham um certo tipo de controle por lá. Quando Reed abre mão de cuidar de tudo, as pessoas literalmente fazem o que querem, já que nem mesmo o diretor ousa se meter com esse monte de adolescente nadando em dinheiro e na cara da sociedade. Haha. E aí as coisas ficam ainda piores, alguns acontecimentos interessantes decorrem por causa dessa situação.

Enquanto Reed luta para se redimir com Ella, vários segredos e conflitos vão se desenvolvendo, trazendo ao livro uma intensidade que não vi na primeira história. Fiquei bem surpreendida com o amadurecimento dos personagens principais, enquanto as histórias secundárias também ganhavam força.
Meus instintos me gritaram dizendo que ela era um problema. Meus instintos estavam errados. Ela não era o problema. Eu fui. Ainda sou. Reed, o destruidor.
Achei a história desse livro bem mais angustiante e muito mais exitante. Coisas novas aconteciam o tempo inteiro, tanto que peguei o livro e não consegui largar até fechá-lo. A escrita continua muito fluida, incitando o leitor a avançar e não querer largar.

O final novamente acaba bombástico. Confesso que tal acontecimento me passou levemente pela cabeça, mais como um desejo do que como uma possibilidade e fiquei de queixo caído. Leiam! Se você gostou de Princesa de Papel, com certeza Príncipe Partido vai ganhar ainda mais espaço no seu coração.

Obrigada Planeta de Livros por ter enviado a cópia antecipada junto desses mimos maravilhosos! Vocês são demais!

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Assine a Newsletter

LINK ME!

Literatura Estrangeira

Mais Recentes

Literatura Estrangeira - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados