HOME

24 de agosto de 2017

#RESENHA - A Casa do Lago por Kate Morton

Título: A Casa do Lago
Autora: Kate Morton
Editora: Arqueiro
Páginas: 465
Idioma: Português
ISBN: 8580413664
Ano de Lançamento: 2017


Livro cedido em parceria com a editora

Compre aqui: Saraiva | Amazon

SINOPSE: A asa da família Edevane está pronta para a aguardada festa do solstício de 1933. Alice, uma jovem e promissora escritora, tem ainda mais motivos para comemorar: ela não só criou um desfecho surpreendente para seu primeiro livro como está secretamente apaixonada. Porém, à meia-noite, enquanto os fogos de artifício iluminam o céu, os Edevanes sofrem uma perda devastadora que os leva a deixar a mansão para sempre.
Setenta anos depois, após um caso problemático, a detetive Sadie Sparrow é obrigada a tirar uma licença e se retira para o chalé do avô na Cornualha. Certo dia, ela se depara com uma casa abandonada rodeada por um bosque e descobre a história de um bebê que desapareceu sem deixar rastros.
A investigação fará com que seu caminho se encontre com o de uma famosa escritora policial. Já uma senhora, Alice Edevane trama a vida de forma tão perfeita quanto seus livros, até que a detetive surge para fazer perguntas sobre o seu passado, procurando desencavar uma complexa rede de segredos de que Alice sempre tentou fugir.
Em A Casa do Lago, Kate Morton guia o leitor pelos meandros da memória e da dissimulação, não o deixando entrever nem por um momento o desenlace desta história encantadora e melancólica.



A Casa do Lago é narrado em terceira pessoa e tem como trama central o desaparecimento de Theo em 1933, um menino de dois anos, filho varão de Antony e Eleanor Edenave. Vamos ter aí uma narrativa que se alterna entre o passado e presente. 

Setenta anos depois do desaparecimento do menino e apenas Alice e Deborah (irmãs) da família Edenave vivas, o caso é "reaberto" pela Sadie Sparrow, uma policial investigadora tendo alguns problemas na carreira. O problema é a falta de provas e os muitos anos decorridos desde o caso, dificultando o desvendar da história. 
A única coisa com que se pode contar é que não se pode contar com ninguém.
Todos os personagens são bem complexos e com uma carga emocional muito grande. E tudo fica ainda mais intrincado quando outro caso de Sadie toma um rumo mais aparente, deixando o leitor mais intrigado ainda. Duas histórias não solucionadas que vão correndo paralelamente torna o livro mais excitante. 
Era difícil dizer o que lhe dava tanta, certeza, mas, quando se virou para sair, atravessou o buraco na sebe e começou ou a seguir os cães para casa, ela soube, com aquele frio na barriga - que, como detetive da polícia, era bom que tivesse desenvolvido -, que algo terrível acontecera naquela casa.
Apesar da história ser muito instigante, a escrita foi conduzida de forma vagarosa, o que pode incomodar um pouco. Na verdade, é um livro para se ler com calma, sem pressa, em que o único objetivo do leitor seja desfrutar de uma história bem bolada e surpreendente. O livro é extenso, tem quase 500 páginas e não é todo capítulo que uma revelação acontece.

A autora não poupou página na hora de construir personagens consistentes e defeituosos, com personalidades variadas e reais. Embora haja muitos pontos positivos a serem mencionados, não posso deixar de comentar que tamanho detalhamento em tudo deixou o livro um tanto cansativo.  
A vida parecia uma estrada reta à frente, esperando que a percorresse se você fez a coisa certa e a faria de novo, a única coisa que resta a fazer é seguir em frente.
Eu gostei dos personagens, da trama, do desenvolvimento e quando achei que não podia ser mais surpreendida, boom, e o final foi bem imprevisível depois de tanto tentar desvendar sobre o que de fato aconteceu, como, quem, porque. Em A Casa do Lago temos uma história policial, mas regada à amor, traumas, reviravoltas, infância e guerra narrada de forma autêntica.  

Eu indico esse livro, mas tenha em mente que a leitura é lenta e você terá que disponibilizar várias horas à ele, então comece a ler quando sua TBR não estiver apertada, porque se você forçar, não vai ser uma experiência agradável e consequentemente uma história boa e rica vai se tornar maçante. 
Nem sempre escolhemos onde, como e quem, e o amor nos dá coragem para resistir àquilo que nunca julgamos possível.

Comente com o Facebook:

6 comentários :

  1. Olá, Anne!
    Acredita que até eu ler a sua resenha eu não sabia nada a respeito desse livro? Todas as vezes que via a capa dele no instagram, eu imaginava que a história fosse leve e com uma pegada romântica, então fiquei muito surpresa ao descobrir que, na verdade, é um romance policial. Mas, isso é bom porque eu gosto desse gênero também. Só não sei se essa questão da leitura ser lenta funcionaria comigo... Acho que os melhores livros policiais são aqueles cheios de reviravoltas e com um mistério a cada capítulo para prender a atenção do leitor.
    Enfim, vou ficar de olho porque as publicações da Arqueiro costumam ser sempre incríveis!
    Ps. Muito obrigada pela visita lá no blog! ^^
    Beijos,

    http://versosenotas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Eu tô super afim de ler esse livro! Gosto dessa narrativa detalhada! E sempre sou surpreendida no final hahaha não sou boa em desvendar pistas!
    As fotos ficaram lindas!

    Osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Anne!
    Eu adorei esse livro! Fiquei impressionada com a forma como a narrativa cresce ao longo do desenvolvimento da história. O livro possui uma riqueza de detalhes que nos faz imaginar perfeitamente os cenários. Gostei também do desfecho e da reviravolta que a autora criou! Uma obra excelente sem dúvida!

    Beijinhos!
    Http://leiturize-se.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá, adorei sua resenha. Esse é com certeza o tipo de livro que eu leria, e é muito bom uma história bem construída.
    Beijos
    http://amorliterarioblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ooi Anne. Tudo bem?
    Quando vi esse livro pela primeira vez achava que se tratava de uma releitura à ivro daqueoe filme homônimo da Sandra Bullock e do Kenue Reaves.
    Mas fiquei sabendo mais dele a pouco tempo e me apaixonei.
    Agora com sua resenha sei que vou ler esse livro em breve. Parece ser uma história que vai muito além do suspense e esse muito além me deixa curiosa. Amei sua postagem.
    Beijos.

    Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  6. Olá, gostei da resenha eu quero ler esse livro, mas não está na minha lista de compras, mas quem sabe eu compre ele

    ResponderExcluir

Assine a Newsletter

LINK ME!

Literatura Estrangeira

Mais Recentes

Literatura Estrangeira - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados