HOME

18 de setembro de 2017

#RESENHA - Promíscuo Ser de Partitura Finita por Cris Coelho

Título: Promíscuo Ser de Partitura Finita
Autora: Cris Coelho
Editora: Pandorga
Páginas: 158
Idioma: Português
ISBN: 8584421696
Ano de Lançamento: 2017


Livro cedido pela autora

Compre aqui: Saraiva | Amazon

SINOPSE: Duas vidas entrelaçadas por um mesmo propósito. Um carma que é passado por diferentes gerações unindo duas mulheres em épocas distintas. De um lado, está Maria Scarlet, uma prostituta de um passado distante que, após apanhar muito da vida, consegue se estabelecer como dona de um bordel. Com o tempo, o bordel ganha fama e se torna referência na pacata Holanda de 1750, derivando a qualidade de seu nome para a rua a qual o estabelecimento funcionava: “Red Street”, atualmente conhecida como “Red Light”. Do outro lado, está Anna Lara, uma mulher frágil e atormentada pelas lacunas do seu sombrio passado. Com o suporte de Maria Scarlet, Anna Lara cria defesas emocionais por meio da energia sexual que recebe de sua protetora e se torna participante ativa e assídua de toda forma de desvio sexual, ao lado de seu parceiro de vida, Jota Jr. Em um enredo psicológico completamente envolvente, Anna Lara esbarra nas lacunas sexuais escondidas nas partituras não terminadas de um universo promíscuo e misterioso.


Esse livro possui conteúdo para leitores com mais de 18 anos. Ele contém abuso, cenas de estupro, aborto e outros temas que podem ser sensíveis para certo tipo de leitor. 


Quando li sobre esse livro, já imaginava que seria um livro repleto de conteúdo sexual com um toque dark. Depois de ler, acho que dark não tem espaço aqui, ainda que possua cenas bem perturbadoras. 

Promíscuo Ser de Partitura Finita é narrado em primeira pessoa pela Anna Lara e começa em um momento muito particular da vida dela: um aborto. De início as coisas parecem não fazer muito sentido, mas logo as situações vão ganhando conexão. 

Anna Lara é casada com Jota Jr., um cara extremamente sexual com apetite para o diferente. Anna participa e até gosta dessa promiscuidade, porém, depois do aborto, ela começa a sentir nojo dessa vida, nojo do Jota e de suas investidas. Mas apesar disso, ela ainda o ama e por vezes esse amor se mostra um pouco duvidoso porque ela está passando por uma momento muito difícil, ela não tem certeza de quase nada e não sabe como se sentir.
O medo de perdê-lo me fez abrir a porta para uma infinidade de depravações, e o meu egoísmo me trouxe para o fundo do poço da moralidade, de onde minha alva vil não consegue reunir forças para sair. 
Enquanto ela tenta atravessar essa depressão, uma reviravolta acontece e o rumo da história muda completamente. Em apenas 158 várias coisas aconteceram. A escrita da autora é muito fluida e até poética em certos pontos, o que me fez avançar facilmente na história por mais que não tenha um enredo convencional. 

Nesse livro da Cris Coelho há muitas referências à vários tipos de religião como a Umbanda, trazendo um ar sobrenatural à história e fazendo com que seja impossível descobrir o rumo da história.

Eu não sabia muito bem o que esperar a história e depois de ler também não soube bem como me sentir com tudo que foi exposto e sobre as reviravoltas que aconteceram. Tive raiva da Anna Lara e também do Jota, mas acho que a vida sexual que cada um deve ser respeitada, até o ponto que ela não interfira em vidas alheias. Cada um conhece seus próprios limites.
Sou fraca, fraca de personalidade, de caráter, de alma... sou um ser pequeno, culpado de tudo o que não se deve fazer em nome do amor.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Assine a Newsletter

LINK ME!

Literatura Estrangeira

Mais Recentes

Literatura Estrangeira - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados