HOME

2 de outubro de 2017

#RESENHA - ABC do Amor por A.C.Meyer; Brittainy C. Cherry; Camila Moreira

Título: ABC do Amor
Autor: A.C.Meyer; Brittainy C. Cherry; Camila Moreira
Editora: Galera Record
Páginas: 266
Idioma: Português
ISBN: 8501110043
Ano de Lançamento: 2017
Gênero: Ficção/Romance
Skoob || Goodreads


Livro cedido em parceria com a editora

Compre aqui: Saraiva | Amazon

SINOPSE: O amor é o personagem principal desta antologia que reúne três das mais românticas autoras da atualidade Inconveniente, não retribuído, desejado, com final feliz ou sem esperanças, o amor não sai de moda. Em Doce reencontro, o destino encontra a saudade. Jade nunca esqueceu o ex-namorado, que terminou tudo e a trocou pela carreira. Mas a receita de um grande amor nunca desanda. O que acontece quando os dois se reencontram? O perdão é capaz de mudar a história em As cartas que escrevemos. Quando Jake retorna à cidadezinha onde cresceu, o agora ator famoso só esperava ver o seu grande amor mais uma vez. Mesmo que fosse no altar. Com outro homem. É possível fazer Ana Louise mudar de ideia? Além das cores prova que o amor pode nascer do desejo. Alice acabou com o pior tema no projeto final da faculdade. Ela precisa escrever a biografia de Leandro, um artista plástico temperamental, fechado e extremamente gato. A atração entre ambos é intensa, mas os fantasmas do passado podem atrapalhar tudo.

O que acontece quando você junta três autoras maravilhosas para falar de uma premissa que tem como foco o sentimento mais poderoso do mundo: o amor. Aquele que guia a maioria das atitudes do nosso dia-a-dia, que é tão complexo que nem mesmo o melhor poeta consegue explicar.

Em ABC do Amor temos 3 histórias de diferentes autores, cada uma deixando sua característica bem presente em seus contos. São três histórias emocionantes de encontros e desencontros, superação – onde o amor consegue sobreviver ao tempo e todas os obstáculos do destino. O livro é dividido em três contos: Doce Reencontro por A.C. Meyer, As Cartas que Escrevemos por Brittainy C. Cherry, e Além das Cores por Camila Moreira, mas cada um com sua particularidade.


‘Doce Encontro’ – conhecemos a história de Jade e Alex. Jade uma confeiteira de bolos que usa seu trabalho como forma de se esquecer da dor de ser abandonada pelo seu grande amor e Alex que a 5 anos mudou de cidade ao ser aprovado em um concurso deixando pra trás sua família, casa, amigos e sua paixão Jade. Os dois lutam para seguir em frente e esquecer este grande amor, mas o destino tem outras ideias. Quando Jade aceita fazer um bolo de casamento para Ana, não imagina que Alex é o seu irmão. Os dois se reencontram e A.C. Meyer nos mostra com esta história que a saudade daquela pessoa que nos foi importante é a prova de que o amor ainda pode estar vivo. Sobre como você depois de um término guardar as boas memórias e o sentimento de ser amada.

Neste conto onde o destino encontra a saudade, temos visões alternadas entre os dois protagonistas o que nos permite se envolver ainda mais na história. O carinho, respeito e amizade que sentiam um pelo outro continuam ali mesmo os dois tendo que se distanciar. E não importa o quão longe você vá, ou os caminhos que decide seguir, o destino sempre te levará ao encontro do seu amor.
Para mim, saudade não tem relação com a tristeza. Ela é a mola que impulsiona cada passo do meu caminho. Assim como o amor.
‘As Cartas que Escrevemos’ -  nos apresenta a história de Jake, um astro do cinema em ascenção que retorna a sua cidade natal no interior do Kansas depois de receber o convite de casamento da sua antiga namorada da adolescência. Ana é a princesa perfeita da sua cidade, e todos acham que Jake quebrou o seu coração no passado o que faz a cidade inteira o odiar. Porém o que ninguém sabe é que mesmo após anos Jake continua escrevendo cartas para Ana, e mesmo ela nunca respondendo, ele não desiste do seu amor.

Eu não sei pelo que mais me apaixonei, se foi pela simplicidade da história ou pelo poder do amor. Brittainy quer nos mostrar com esta história que o amor é sempre generoso, que o perdão é uma prova viva do amor. Amar é as vezes pensar na felicidade do próximo antes da sua. Pequenos gestos e palavras podem mudar as nossas vidas.
– Como você pode ser tão... altruísta?
– Porque quando se ama alguém, a gente espera o tempo que for para que as coisas se alinhem. Para que tudo entre nos eixos. E então [...], você espera para se arriscar e promete a si mesmo que nunca vai deixar o amor escapar de novo.
‘Além das Cores’ – é o terceiro e o mais lindo de todos os contos. Nele conhecemos Alice que em um dia amaldiçoado é demitida de seu emprego na floricultura que trabalho e ao chegar mais cedo em casa flagra seu noivo a traindo com sua madrinha de casamento. Tentando retomar o controle do caos em que se encontra, ela decide ir até a faculdade para terminar seu trabalho de conclusão de curso e ao chegar atrasada perde a chance de fazer o trabalho sobre sua autora favorita. No sorteio de personalidades, ela acaba pegando o pinto revelação reconhecido internacionalmente Leandro Franz. O MARAVILHOSO pintor, além de ser antissocial ainda é averso a mídia. Ela acaba não conseguindo a entrevista, mas sai da mansão como sua assistente social. Afinal, ele precisa de alguém que saiba ler, escrever e precise de dinheiro.

Os motivos que levam Leandro a permanecer em sua ‘bolha’ são bem mais complexos do que Alice poderia imaginar. Seria Alice o suficiente para afastar os traumas do passado de Leandro? Quanto mais ela se aproxima dele, mas a atração irresistível que sentem um pelo outro começa a ganhar força. O que mais gostei da história, é que ela contém uma certa sensualidade misturada com prazer e algumas decepções que não está presente nos demais contos. São os sentimentos conflitantes de Alice que parecem ganhar vida quando estamos totalmente envolvidos na história. Ao longo da história, o amor que sentem um pelo outro vai criando raízes e se tornando algo sólido.
“Aconteça o que acontecer, tenham em seus corações que o amor e a atenção podem transformar o mundo e o futuro de uma criança.”
Cada conto é curto – no máximo 70 páginas, mas isso não deixa que as histórias fiquem sem desfecho. As narrativas são sempre em primeira pessoa e de forma alternada entre seus protagonistas, mostrando assim diferentes pontos de vista. A capa contém 3 imagens representando suas histórias (não é difícil associar cada uma ao seu respectivo conto). O título ABC é uma sigla que contém as inicias de cada autora, e os contos aparecem na mesma ordem demostrando que não foi ao acaso.

- Que se apaixonar é inevitável, e que as melhores provas de amor são as mais simples(...)

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Assine a Newsletter

LINK ME!

Literatura Estrangeira

Mais Recentes

Literatura Estrangeira - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados