HOME

30 de outubro de 2017

#RESENHA - As coisas que fazemos por amor por Kristin Hannah

Título: As coisas que fazemos por amor
Autora: Kristin Hannah
Editora: Arqueiro
Páginas: 352
Idioma: Português
Ano de Lançamento: 2017
Gênero: Ficção/Romance
Skoob || Goodreads


Livro cedido em parceria com a editora

Compre aqui: Amazon | Submarino

SINOPSE: Caçula de três irmãs, Angela DeSaria já tinha traçado sua vida desde pequena: escola, faculdade, casamento, maternidade. Porém, depois de anos tentando engravidar, o relacionamento com o marido não resistiu, soterrado pelo peso dos sonhos não realizados.
Após o divórcio, Angie volta a morar na sua cidade natal e retorna ao seio da família carinhosa e meio doida. Em West End, onde a vida vai e vem ao sabor das marés, ela conhece a garota que mudará a sua vida para sempre.
Lauren Ribido é uma adolescente estudiosa, bem-educada e trabalhadora. Apesar de morar em uma das áreas mais decadentes da cidade com a mãe alcoólatra e negligente, a menina sonha cursar uma boa faculdade e ter um futuro melhor.
Desde o primeiro momento, Angie enxerga em Lauren algo especial e, rapidamente, uma forte conexão se forma: uma mulher que deseja um filho, uma menina que anseia pelo amor materno. Porém, nada poderia preparar as duas para a repercussão do relacionamento delas. Numa reviravolta dramática, Angie e Lauren serão testadas de forma extrema e, juntas, embarcarão em uma jornada tocante em busca do verdadeiro significado de família.

As coisas que fazemos por amor é narrado em terceira pessoa e logo nas primeiras páginas somos apresentados às histórias paralelas de duas mulheres. Uma chamada Angie, que depois do fracasso de várias tentativas de engravidar, se divorcia. E a adolescente Lauren, que apesar de ser pobre e ter uma mãe viciada, é cheia de vida e está em busca de um futuro diferente. A vida das duas se cruzam e uma história de amor e esperança surge.

Depois do divórcio, Angie volta para a sua cidade natal e encontra a empresa da família, que é um restaurante, às portas da falência. Apesar de ser a mais nova, de ter sido mimada pelo pai que morreu nesse mesmo ano e não ter trabalhado no ramo, ela encontra forças para encarar o problema e tentar reerguer o restaurante.

Não sabia bem quando aquele amor começara a ser insuficiente,quando ela começara a julgar a vida pelo que lhe faltava, mas ali estava o resultado. Era irônico, na verdade: o amor os pusera em busca de um filho e essa mesma busca acabara dilapidando a capacidade de se amarem.
Em paralelo, Lauren está se esforçando para tirar notas altas e conseguir bolsa integral na faculdade. Com uma mãe viciada em casa que se recusa a trabalhar, ela tem que pagar as contas da casa e por isso trabalha em uma farmácia, até ser demitida por causa do baixo movimento. Desanimada e desesperada, Lauren começa a espalhar currículos em todos os lugares possíveis, até se esbarrar com Angie, que acaba contratando-a como garçonete no restaurante da família e a história delas começa a se desenrolar.

- Quando eu era pequena, eu tinha um sonho. O mesmo sonho, todas as noites. Usava um vestido verde e uma mulher estendia o braço para pegar na minha mão. Ela dizia: ‘Vamos Lauren, não podemos nos atrasar.’ Quando acordava, estava sempre chorando.
- Por que você chorava?
- Porque ela era a mãe que eu não conseguia ter.
As coisas que fazemos por amor não é um livro triste, mas é um livro extremamente emocionante e tocante. Por várias vezes me peguei me sentindo na pele das personagens e o sentimento era de desespero, de estar em um beco sem saída. Angie entrou em uma depressão profunda depois de várias tentativas de engravidar sem sucesso, o que acabou pesando muito para o seu relacionamento com o marido, que não suportou o fardo de tanta tristeza. Já Lauren, apesar de ter uma mãe ausente, possui um namorado muito amável e presente, suprimindo um pouco dessa falta de amor, mas que acaba levando-a à uma reviravolta que irá mexer tanto com a vida deles, quanto a de Angie.

É um livro muito real, porque traz personagens verdadeiros, com seus problemas e conflitos internos, com dilemas e decisões a serem tomadas que poderão mudar profundamente suas vidas. Não é um livro que de repente tudo de ajeita e os personagens vivem felizes para sempre. É preciso batalhar para conseguir alcançar essa felicidade que todo mundo almeja, e as vezes não é exatamente como a gente planeja e que não faz mal termos que aceitar que nem sempre é como a gente quer. 

É o primeiro contato que eu tenho com a autora, embora outros livros dela estejam na minha lista de desejados. Agora estou ainda mais motivada para lê-los e espero ter uma experiência tão incrível quanto tive com As coisas que fazemos por amor.

Comente com o Facebook:

Um comentário :

Assine a Newsletter

LINK ME!

Literatura Estrangeira

Mais Recentes

Literatura Estrangeira - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados