HOME

13 de outubro de 2017

#RESENHA - À Primeira Vista por David Levithan & Nina Lacour

Título: À Primeira Vista
Autor: David Levithan & Nina Lacour
Editora: Galera Record
Páginas: 294
Idioma: Português
ISBN:  8501109347
Ano de Lançamento: 2017
Skoob || Goodreads


Livro cedido em parceria com a editora

Compre aqui: Amazon | Submarino

SINOPSE: Esqueça amor “à primeira vista”. Esta é uma história de amizade “à primeira vista”... ou quase
Mark e Kate são da mesma turma de cálculo, mas nunca trocaram uma única palavra. Fora da escola, seus caminhos nunca se cruzaram... Até uma noite, em meio à semana do orgulho gay de São Francisco. Mark, apaixonado pelo melhor amigo — que pode ou não se sentir do mesmo jeito —, aceita o desafio que mudará sua vida. E sobe no balcão do bar em um concurso de dança um pouco diferente... Na plateia, Kate, fugindo da garota que ela ama a distância por meses e confusa por não se sentir mais em sintonia com as próprias amigas, se encanta pela coragem e entrega do rapaz. E decide: eles vão ser amigos. Em meio a festas exclusivas, fotógrafos famosos, exposições em galerias hypadas, essa ligação se torna cada vez mais forte. E Mark e Kate logo descobrem que, em muito pouco tempo, conhecem um ao outro melhor que qualquer pessoa. Uma história comovente sobre navegar as alegrias e tristezas do primeiro amor... uma verdade de cada vez.


À Primeira Vista é um jovem adulto narrado em primeira pessoa por dois personagens principais enfrentando problemas amarosos: Mark e Kate. Mark é apaixonado pelo melhor amigo e Kate está prestes a conhecer a prima da sua amiga, a quem tem sonhado conhecer por meses. Só que nem tudo são flores. O amor de Mark parece que não é correspondido e Kate, muito tímida, pira quando a hora de conhecer a tal menina chega. 

Os dois acabam por se encontrar em uma boate enquanto Mark está dançando quase nu em cima de um balcão de bar para chamar a atenção de Ryan, o que não dá muito certo, mas chama atenção de outra pessoa: uma conhecida da escola! Desesperado por ter sido pego no flagra, ele vai falar com Kate e a partir daí uma amizade muito sincera, bonita e leve começa a se desenvolver.

No começo da leitura fiquei muito animada com que ela poderia trazer ao longo do caminho, mas acabei me decepcionando um pouco. Eu não sei muito o que eu esperava, talvez algum romance mais desenvolvido, mas esse livro não é um romance. Meu erro foi achar que era, então isso acabou nublando minha leitura. À Primeira Vista é um livro sobre amizade, sobre conhecimento e amadurecimento próprio, sobre levantar e seguir em frente.

Com uma escrita simples, assim como seu enredo, somos apresentados à personagens igualmente simples, mas de muita importância, pois a adolescência traz muitos conflitos internos de personalidade e descobertas de quem realmente somos e os personagens Kate e Mark têm essas característica de insegurança, como qualquer jovem, mas que veem na amizade uma forma de se apoiar, se erguer e seguir a diante. 


A maioria das vidas é longa, e a maioria das dores é curta. Os corações não se partem de verdade; eles sempre continuam batendo.
A leitura é bem rápida e fluida e eu fiquei muito impressionada com o capítulo final em que claramente dá pra ver que Mark e Kate cresceram como pessoas e superaram seus medos culminando em plena festa do Orgulho Gay em São Francisco.
[...] E aqui estamos nós. Lehna e Candace, June e Umma, Mark e Quinn e Wyatt e Sky e Greer, e Violet e eu. Não sei se vamos todos ficar juntos assim novamente. Não sei se Sky e Wyatt e Greer vão seus meus amigos para toda a vida ou só por esses dois dias. [...] Aqui estamos nós, por dias difíceis e dias bons, por desespero e por euforia, apaixonados e decepcionados, só agora ou para sempre. Aqui estamos nós. É nossa parada.
Sobre a parte física do livro: o material é ótimo e a fonte é agradável. Mas, eu confesso que ao meu ver a capa deixou muito a desejar. À Primeira Vista merece e grita por cores e a edição brasileira ficou super sem graça. 

A edição dos EUA e UK ficaram perfeitas. As cores são chamativas e dá vontade de comprar só pela capa. 

Eu acredito que a capa merece muita dedicação ao ser desenvolvida, pois ela é a primeira impressão que temos do livro e se essa primeira impressão não for boa, pode afetar nossa experiência com a leitura. 

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Assine a Newsletter

LINK ME!

Literatura Estrangeira

Mais Recentes

Literatura Estrangeira - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados