HOME

4 de outubro de 2019

#RESENHA - #2 Voto de Sangue por J.R. Ward

Título: Voto de Sangue
Autora: J.R. Ward
Série: #2 Legado da Irmandade da Adaga Negra
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 467
Idioma: Português
Ano de Lançamento: 2019
Gênero: Romance/Drama
Compre aqui: Amazon | Submarino
SINOPSE: No volume 2 do spin-off da IAN, a Irmandade da Adaga Negra continua a treinar os melhores recrutas para a batalha mortal contra a Sociedade Redutora.

Entre os trainees do programa, Axe se revela um lutador perigoso e esperto – e também solitário, isolado por causa de uma tragédia pessoal. E, quando uma fêmea aristocrata precisa de um guarda-costas, Axe aceita o trabalho, embora esteja despreparado para a atração violenta que se acende entre ele e aquela a quem jura proteger.

Elise perdeu a prima num assassinato terrível, e o charme perigoso de Axe, o guarda-costas contratado por seu pai, é incrivelmente sedutor – e talvez funcione como distração do luto. No entanto, conforme investigam mais a morte da prima, e a atração física entre ambos se intensifica, Axe teme que os segredos dele e sua consciência torturada acabem afastando-os.

Enquanto isso, Rhage, o Irmão com mais sensibilidade, sabe tudo sobre autopunição, e quer ajudar Axe a atingir todo o seu potencial. Contudo, uma visita inesperada ameaça sua família, e ele se vê mais uma vez nas trincheiras lutando contra um destino que poderá destruir o que lhe é mais valioso.

Tanto as tribulações enfrentadas por Axe como as de Rhage vão exigir que os machos superem seus limites – e rezem para que o amor, em vez da raiva, seja as lanternas de ambos na escuridão.


Voto de Sangue é o segundo livro da série Legado da Irmandade da Adaga Negra que é um spin-off da série Irmandade da Adaga Negra. Nesse livros vamos conhecer mais sobre o casal Axe e Elise.
O livro é grande, mas não chega a ser enorme como muito dos livros das séries e apesar do seu tamanho, na primeira metade do livro vemos mais o desenrolar da história de Mary e Rhage, que adotam uma menina (vampira também). Confesso que não gosto muito quando os livros desenvolvem um pouco da história de um casal que já teve livro (acho repetitivo e desanimador) porque quero ler história, romances e desenrolar novos. 

Já a segunda parte temos mais participação do casal principal, que me decepcionou um pouco, pois a história ficou repetitiva e clichê. Inclusive, achei Axe bem machista. Esse negócio de "ah, mas ele já sofreu muito na vida" não cola mais. Sofrimento não te dá o direito de ser escroto.

Eu fiquei mais ansiosa para conhecer os personagens secundários da história (principalmente Peyton e Novo) do que sobre os dois. Achei o romance deles um pouco frio e bastante previsível, o que difere do que a Ward sabe fazer.

Esperava mais do livro. Esperava uma reviravolta, algo que fugisse um pouco do padrão. Espero isso de todos os livros, mas esse era um que eu torcia para ter, o que não aconteceu.

A leitura foi arrastada, a maioria dos personagens pouco cativantes e romance sem sal. 

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Assine a Newsletter

LINK ME!

Literatura Estrangeira

Mais Recentes

Literatura Estrangeira - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados